Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

19
Set 07

Em 2005 fomos o concelho picoense com o mais baixo poder de compra (206 a nível nacional). Em primeiro lugar ficou a Madalena (147) e São Roque (188).

Em 2005 o concelho das Lajes do Pico ficou em 13º lugar no computo dos 19 concelhos da Região, relativamente ao poder de compra.

Em 2005, o concelho das Lajes do Pico ocupou a 206ª.  posição a nível nacional entre os 309 concelhos com maior ou menor poder de compra de Portugal.

Mesmo assim os cidadãos deste concelho, em 2005, tiveram um poder de compra per capita que rondou os 60% da média nacional.

Não será o poder de compra um bom indicador e um critério de análise da "qualidade de vida", em que entidades locais prometeram apostar?

 

publicado por sim às 18:30

15
Set 07

As aulas abriram esta semana. O concelho está com cerca de 500 alunos, para menos de 5 mil habitantes. Um problema que importa olhar de frente.

Ou se quer o desenvolvimento com gente jovem e de meia idade, gente com capacidade para investir e trabalhar, ou estamos a despovoar o maior concelho picoense e o mais antigo da Ilha.

A resposta tem de ser dada por todos, nomeadamente os mais responsáveis a todos os níveis: político, educativo, económico, religioso, etc.

No início do ano lectivo HÁ QUE ESTUDAR AS MELHORES SOLUÇÕES PARA RESPONDER A ESTA MATÉRIA.

Se não passarmos no exame, a história julgar-nos-á!

 

publicado por sim às 16:21

12
Set 07

A conclusão do espaço comercial das Lajes - vulgo hiper Âncora- está a demorar demasiado tempo, por razões que só a empresa conhece.

Parece, no entanto, que a situação financeira não é famosa. Há uma dívida que ronda um milhão de euros à empresa de construção civil Tâmega. Por outro lado, a empresa que colocou a estrutura metálica do tecto, que veio a desabar por deficiente consistência do material, também está em situação económica difícil.

Resultado: o Hiper das Lajes, com os sócios iniciais, tem os dias contados.

Há que encontrar uma alternativa que passe por pagar à Tâmega a dívida contraída e ao banco financiador.

Este é um empreendimento local que se julgava ter repercussões no comércio lajense e da ilha. Sempre duvidei disso, pois, quando não há concorrência,-e nas Lajes as únicas mercearias são desta mesma empresa - são os consumidores que ficam penalizados.

A não ser que - e isso seria o melhor para as Lajes e para o Pico - a cadeia Modelo decida investir e ali abra uma loja.

Oxalá isso aconteça! Para bem dos consumidores  e da economia da Ilha.

 

ver: http://lajes.blogspot.com

 

publicado por sim às 15:19

07
Set 07

Um jovem da Piedade sofreu um grave acidente de viação, foi transportado ao Centro de Saúde das Lajes. O seu estado inspira muitos cuidados. Afirma-se que terá de ir para Ponta Delgada. Antes, porém, é transportado de ambulância para a Madalena, vai de barco para a Horta, nova ambulância para o Aeroporto do Faial, donde segue em aeronave militar para o Hospital do Divino Espírito Santo.
Pergunta-se:

- Se o seu estado inspira cuidados muito especiais, por que não veio o helicóptero buscá-lo às Lajes?

- Por que não tomou o meio de transporte no aeroporto do Pico?

-Quem é o responsável por esta decisão? O Secretário da Saúde? O responsável pela unidade de Saúde da Ilha do Pico? A Força Aérea? Quem?

Se o doente em questão fosse uma figura pública, governante, ou outro, seria tomada a mesma atitude?

Responda quem souber. O assunto é grave demais.

Não se pode brincar com pessoas, pois somos todos iguais em direitos e deveres, se bem que uns são mais iguais que outros.

 

publicado por sim às 00:44

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
eXTReMe Tracker
pesquisar
 
blogs SAPO