Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

31
Dez 09

2009 foi um ano de mudança na gestão do Município, o que veio trazer renovadas espetativas (segundo o novo acordo ortográfico) para os habitantes do mais antigo concelho da Ilha.

2010 começa como sempre, com algumas interrogações, face às dificuldades financeiras da Câmara e da crise económica, cujos efeitos se desconhece, na totalidade.

Os lajenses, ao longo dos tempos, já provaram ser capazes de dar a volta por cima e de recomeçar as suas vidas, afectadas por cataclismos, intempéries e crises de toda a ordem.

Em 2010, vai ser necessária uma boa dose de iniciativa e de criatividade, para ultrapassar situações adversas e incontroláveis.

A abertura próxima do Lajeshopping contribuirá para a criação de umas dezenas de postos de trabalho. O mesmo sucederá com a reabertura do Lagoa. São iniciativas de louvar.

E novos empresários surgirão, convencidos de que a vida está mal em todo o lado, por isso mais vale ficar e investir na nossa terra.

Votos de um novo ano muito próspero e feliz para si que nos dá o prazer de nos acompanhar na divulgação da nossa terra, em reivindicações justas e pertinentes e na denúncia de situações menos correctas.

BOM ANO DE 2010

publicado por sim às 16:51

26
Dez 09

Partiram ontem, dia de Natal, às 17h00 de Lisboa, para Buenos Aires - Argentina, rumo à Antárctida, a Viviana Oliveira e o Pedro Meneses.

São os vencedores do 1º. prémio Latitude 60, no ano lectivo 2007/2008, quando alunos da EB+ S das Lajes do Pico.

A Viviana e o Pedro são representantes da nossa Escola, da Região e do País, nesta expedição e integram um grupo constituído por 65 estudantes e 25 cientistas, professores, peritos polares, artistas, músicos, etc.

Para acompanhar esta odisseia, que termina a 12 de Janeiro,  pode ver os sites: www.portalpolar.pt  , www.studentsonice.com   www.uantarctic.org  onde diariamente serão disponibilizadas fotos, depoimentos, notícias, etc.

 Votos de muito sucesso para a Viviana e o Pedro nas terras geladas da Antárctida - Polo Sul.

 

publicado por sim às 19:46

24
Dez 09

Estes são dias de saudade, de alegria, de felicidade, sobretudo para os mais pequenos que, como nós, vivem a espectativa dos presentes.

A sociedade consumista, alterou hábitos e criou necessidades de que todos nós, dificilmente podemos prescindir.

Todavia as ofertas, por melhores que sejam, geram sempre a ilusão passageira de uma felicidade efémera.

No Presépio aprendemos a simplicidade do Menino-Deus que se fez homem, e veio ao mundo propondo a pobreza do coração, a paz que dá uma nova vida e a fraternidade que cimenta a convivcência humana.

Que este Natal não seja mais um, igual a tantos outros em que nos comprometemos durante uns momentos a ser diferentes na construção da Paz!

Que o Natal de 2009, seja um marco de viragem para um mundo novo que, nas pequenas coisas, podemos construir todos os dias!

Natal feliz!

publicado por sim às 17:02

13
Dez 09

Está por dias, a abertura da média superfície comercial das Lajes.

O Lajeshopping, que por motivos de todos conhecidos atrasou mais de um ano, a abertura ao público, fica situado junto ao Quartel de Bombeiros e ao Estádio Municipal, em Santa Catarina - Ribeira do Meio.

Segundo publicidade inserida nos jornais, estão disponíveis para arrendamento, 6 lojas comerciais com áreas desde 11 m2 a 38 m2.

Este empreendimento privado, denota o espírito de inciativa e de empreendedorismo de empresários da nossa terra. A outros, ou novos empresários abre-se-lhes também a porta para outros e novos tipos de negócios.

O Lajeshopping, vai proporcionar a criação de novos postos de trabalho, o que num meio pequeno como o nosso é sempre de aplaudir e de salientar.

A qualidade do serviço e dos produtos, aliados ao preço acessível deverá ser uma prática constante para poder copncorrer com as outras médias superfícies da Madalena e a única forma de salvaguarda do empreendimento. Só assim ficarão a ganhar os consumidores de toda a ilha, nomeadamente os do concelho das Lajes.

Se esta fôr a prática, o empreendimento será uma aposta ganha!

Esperemos que sim!

 

publicado por sim às 19:23

11
Dez 09

Esta manhã a Montanha acordou coberta com um manto de neve.

Já ontem ela existia, mas ninguém disse nada.

O que me espanta é que quando neva  na Serra da Estrela é logo um alarido!...

Na Madeira, a Meteorologia falava hoje da queda de neve nas terras altas.

Aqui, que temos observação meteorológica espalhados por quase todas as ilhas, NEM UMA REFERÊNCIA!

E eu é que sou um leigo na matéria?!!!

Então por que não dizem ou prevêem a queda de neve no Pico?

Fica longe de Ponta Delgada?

Até no Inverno se confirma que o Triângulo é um espectáculo!

Olhem só para estas imagens!

publicado por sim às 09:42

10
Dez 09

Limitações da pista da Horta obrigaram o avião da Sata Internacional que fez ontem o voo Lisboa/Horta/Lisboa, a fazer escala técnica de reabastecimento em Ponta Delgada.

É nestes termos que reza a notícia publicada no AO de Ponta Delgada, provavelmente com origem na LUSA.

"A escala forçada em Ponta Delgada, deveu-se, segundo o porta-voz da SATA não só a restrições operacionais no aeroporto da Horta, mas também às más condições atmosféricas em rota de destino."

E o jornalista da Lusa(?) acrescenta: o caso não é comum mas volta a colocar em evidência as restrições na operacionalidade do aeroporto da Horta com aeronaves de maior dimensão que se devem, em grande parte à reduzida dimensão da pista."

 

A notícia foi divulgada pelos media nacionais e regionais e constitui uma forma de "lobbiing" para pressionar a ANA e sobretudo o Governo Regional, que já se comprometeu a apoiar a pretenção faialense, a desenvolver a ampliação da pista. Quem conhece o  aeroporto de Castelo Branco observa, claramente, a grande dimensão da obra pretendida, pois as extremidades das pistas estão já no limite.

 

O que aconteceu ontem na Horta, sucede bastas vezes no Pico, sem que o correspondente da agência LUSA e os restantes meios de comunicação social, disso façam notícia.  Esta é a grande diferença no tratamento de determinados factos.

Só agora é que os deputados picoenses, primeiro os do PSD e depois os do PS vieram manifestar-se contra a situação. Todavia, o PS, limitado pela estratégia governamental, interroga a TAP, quando deveria forçar o GRA a tomar o assunto a peito e a levar até ao fim  as obras aeroportuárias por todos saudadas.

 

A não ida da SATA-Int à Horta, ontem, foi bem aproveitada.

Os picarotos, porém, não são ingénuos e conhecem os meandros da política e da força incompreensivelmente existente do outro lado do canal, de onde nada terão a esperar.

Prova-se, afinal, que a pista do Pico, se tivesse maior dimensão, dispensaria o sistema de aterragem por equipamentos ILS, cujo custo ultrapassa em muito as opretendidas e necessárias bras de ampliação. Mas nada se faz, nem se reclama.

Do outro lado movimentam-se influências para conseguir expandir sobre o mar uma pista já de si suficiente para o tráfego da Ilha. E nós por cá, assistiremos  impávidos e serenos à desactivação paulatina de uma pista que nunca passará de aeródromo.

 

É caso para dizer: o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita e cada povo tem o que merece!

 

publicado por sim às 19:05

08
Dez 09

Hoje é dia da Festa de Nossa Senhora da Conceição.

Esta invocação da imagem é a padroeira da Igreja de São Francisco, junto ao Convento dos Franciscanos - hoje Edifício do Estado onde funcionam a Câmara Municipal, a Repartiçaõ de Finanças e o Posto da PSP.

Durante mais de meio século, a Igreja de São Francisco foi a igreja paroquial, onde todo o culto decorreu, enquanto se aguardava pela conclusão da Igreja Matriz.

Uma das festas mais importantes era a festa da Sra da Conceição. Para tal era convenuentemente decorada. Tinha concorrido novenário, cantado em latim pela capela local no coro pequeno, depois retirado e onde estava instalado o orgão que se encontra na Igreja Matriz.

Actualmente, ali está instalado o Museu Missionário, se bem que pouco visitado.

Hoje a Igreja de São Francisco volta a ouvir os louvores e os canticos à Virgem, que se encontra na Capela-mor. Para muitos lajenses constitui um monumento que apela à saudade, em virtude das celebrações que marcaram a vida de muitos fiéis.

publicado por sim às 11:56

06
Dez 09

 

Mais uma vez a TAP cancelou o vôo de sábado - e único semanal - entre Lisboa e Pico. Se fosse entre lisboa e PDL, o avião teria rumado a Sta Maria e aí teria aguardado as horas necessárias. Mas foi para a Terceira e de lá para Lisboa. E o Pico, mais uma vez, ficou para trás e NINGUÉM reclamou.

Segundo Rui Medeiros no Pico e os Aviões a questão já não se prende com os ventos da montanha, mas com a dificuldade de o avião aterrar na pista molhada.

RM defende mais uma vez que seria mais importante e necessário ampliar a pista que instalar o ILS pois  são mais os dias de chuva que os dias de nevoeiro e o aeroporto continua a não estar preparado para nessas situações receber o A 320.

Será que alguém lê o Rui Medeiros? ERA MUITO IMPORTANTE QUE O FIZESSE, POIS AS SUAS REFLEXÕES SÃO MUITO JUDICIOSAS, E PERTINENTES.

 

publicado por sim às 12:03

04
Dez 09

Após prolongada doença, faleceu a Prof. D. Inês Melo.

Para memória presente e futura, impõe-se dizer que a D.Inês foi uma professora dedicada e competente, educadora de centenas e centenas de alunos, quer no Ensino Primário ou Básico, quer como explicadora de alunos a exames do Liceu.

Juntamente com seu marido, Prof. José Azevedo, preparou muitos alunos do concelho para exames de admissão, e dos 2º e 5º anos do Liceu. Um trabalho muito meritório, precursor do antigo Externato General Lacerda Machado, onde a D.Inês e o Prof. Azevedo foram docentes.

Aqui fica a minha homenagem póstuma não só a ela e a outros professores ainda vivos e a outros que já partiram, e o lamento de que esse trabalho que abriu a tantos rapazes e raparigas um caminho diferente e melhor nas suas vidas, ainda não tenha sido reconhecido, como merecia, pelas entidades competentes.

Mas a D.Inês foi também a primeira mulher do concelho e da Ilha do Pico, a desempenhar empenhadamente e por amor à sua terra, o cargo de vereadora eleita à Câmara Municipal das Lajes do Pico, pelo Partido Socialista.

A sua prestação cívica, levou-a ainda à Presidência da Filarmónica Liberdade Lajense, instituição que durante algumas dezenas de anos foi regida por seu pai Francisco Moniz de Melo.

As qualidades e méritos das pessoas não se resumem a uma simples nota fúnebre. "Só Deus conhece o coração de cada homem". Mas pelas suas boas obras, a D.Inês Melo é digna do maior apreço e gratidão de todos os lajenses, que tão cedo não esquecerão o seu exemplo de sacrifício perante a cruz que a vitimou.

Ao Prof. Azevedo e suas filhas, as nossas sentidas condolências.

 

 

 

publicado por sim às 18:40

01
Dez 09

Nesta tarde soalheira de Dezembro, recordo-me do feriado de outros tempos, quando os Prof.s Pires ou Ernesto, ensaiando aos rapazes na Escola do meio da vila o "Portugueses celebremos, o dia da redenção, em que valentes guerreiros, nos deram livres a nação", tentavam incutir em nós um orgulho nacional que a distância da capital do império dificultava.

Nem quando alguns ministros, que num repente, passavam pela Vila e visitavam o porto das Lajes, para tentar-se ali construir o porto da Ilha, e nos pediam para vestirmos o traje de festa e batermos palmas à comitiva governamental, nem nessas alturas - poucas! - sentíamos orgulho nacional. Ninguém nos ligava. Nem os ministros, nem o Governador Civil da Horta, nem o destino que nos fez nascer e viver aqui.

As Lajes - ainda hoje são, para mal dos nossos pecados!...- uma terra do sul, onde os nacionais e governantes passam de repente. Não ficam. Só os estrangeiros apreciam esta baía, a Vila mais antiga do Pico, o primeiro povoado da Ilha, e reconhecem o seu valor arquitectónico, ambiental e  histórico.

Graças a Deus e aos poucos que cá ficaram, podemos orgulhar-nos de  termos uma taxa de criminalidade, das mais baixas do Arquipélago, demonstrando que as gentes do concelho são pacíficas e ordeiras, valores muito importantes para qualquer destino turístico.

Nesta tarde do 1º de Dezembro, importa repetir o apelo do hino da restauração:" P'rá Frente, p'rá frente" Lajenses que melhores dias virão e outros sóis brilharão!

publicado por sim às 17:50

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
eXTReMe Tracker
pesquisar
 
blogs SAPO