Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

25
Mar 11

 

Já chega de tanto frio!

Nos últimos dias o Pico tem apresentado umas nesgas de neve. Esta tarde a Montanga cobriu-se de cor, desta cor que nos atrai e nos estimula a ficar aqui.

Procurei no Climaat outras imagens do Pico: visto da Horta, visto das Velas, mas ele apresentava-se nublado, encoberto. Só se descobriu aos picoenses do Sul.

É aqui que a Ilha é mais Ilha. É aqui que a Montanha é mais bela!

 

 

publicado por sim às 18:00

04
Mar 11

Esta notícia e imagem publicadas pelo GACS, demonstraM a preciosidade dos mares do Sul do Pico. Aqui existe um tesouro que importa apreciar e desenvolver, para nosso bem e de todos os açorianos.

Por isso é que VER BALEIAS é aqui nas Lajes. Este é um trunfo que importa valorizar no Turismo de Natureza que tanto abona os Açores.

Não há por aí, neste universo globalizado, quem queira investir aqui, captando visitantes e construindo ou aproveitando edifícios existentes para alojamentos e infraestruturas hoteleiras?

O Turismo de Natureza é que está a dar, e a Montanha do Pico, uma das Maravilhas de Portugal, vista das Lajes, É UM ESPECTÁCULO!

 

 

 

 

Baleias-azuis registadas a sul do Pico

Em trabalhos de investigação científica efectuados pelo Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores em conjunto com uma empresa privada foram registadas ontem três baleias-azuis a Sul da Ilha do Pico. Na sequência dos fenómenos de arrojamento de krill, registados no início de Fevereiro, aproximam-se agora de terra as grandes baleias de barba.

 

As baleias-azuis (Baleonoptera musculus) são os maiores animais jamais existentes no planeta, podendo atingir 27 metros de comprimento e 120 toneladas de peso e, curiosamente, alimentam-se de um dos mais pequenos (os pequenos camarões, designados por krill).

Esta espécie de baleia está em perigo de extinção, estimando-se que a sua população mundial oscile entre o 6 mil e os 14 mil indivíduos.

 

As baleias-azuis deverão ficar no arquipélago dos Açores até ao final de Abril, sendo progressivamente substituídas pelas também majestáticas baleias-comuns (Baleonoptera physalus) e, finalmente, os cachalotes (Physeter macrocephalus) que aqui permanecem até ao final do Verão.

 

Segundo o Director Regional dos Assuntos do Mar, Frederico Cardigos, “este é um dos melhores locais do mundo para observar cetáceos, onde é possível ver, ao longo do ano, cerca de duas dezenas de espécies diferentes.

 


publicado por sim às 19:48

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
eXTReMe Tracker
pesquisar
 
blogs SAPO