Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

17
Mai 08

 

Daqui a 3 meses, as Lajes estão, novamente, a celebrar as suas festas maiores.

Do programa sabe-se, apenas, que uma banda do momento fará a noite da juventude. Nada mais.

Quanto ao resto, está ainda no segredo dos deuses, a provar a falta de participação popular nas festas em honra dos baleeiros e de Nossa Senhora de Lurdes, cujos 150 anos das aparições se estão a celebrar.

Simultaneamente, o jornal O DEVER completou 90 anos de publicação. Dois acontecimentos que marcam a história das Lajes e que merecem ser condignamente assinalados. E ambos cabe à paróquia, em primeiro lugar, promovê-los em colaboração com os lajenses e suas entidades representativas.

Daqui a 3 meses, as Lajes e a Matriz estarão em festa, por isso convém lavar a cara do templo que há muito aguarda por tinta.

Esperamos que não faltem nem vontade, nem iniciativa, nem criatividade nem dinamismo, quer para "arranjar" convenientemente a vila, quer para levar a cabo eventos que dêem satisfação aos visitantes e a quantos aqui vivem.  

publicado por sim às 17:14

amigos ou amigos nao vamos celebrar 150 anos de festa em honra de nossa senhora d elurdes mas sim apenas 125
ze a 19 de Maio de 2008 às 01:36

É claro que vamos celebrar (se houver vontade e iniciativa para tal) não só os 125 anos mas os 150 das aparições de Nossa Senhora em Lourdes, pois é esta que fundamenta´e dá sentido à segunda.
Será que se está a pensar A SÈRIO nisto?
sim a 19 de Maio de 2008 às 13:23

Já agora transcrevo um texto do Sr. Ermelindo publicado em http://domeuretiro.blogspot.com/2008_02_01_archive.html,
"Foi no dia 11 de Fevereiro de 1858 que Nossa Senhora apareceu pela primeira vez na Gruta de Massabielle, em Lourdes. Cento e cinquenta anos são decorridos e a mensagem da Virgem à vidente Bernardette é completamente actual
Passados vinte e cinco anos sobre o extraordinário acontecimento, a Imagem de Nossa Senhora de Lourdes era solenemente intronizada na Matriz da Santíssima Trindade, das Lajes do Pico, pois fora a primeira terra açoriana onde Nossa Senhora havia sido publicamente invocada sob o título de Senhora de Lourdes.
É o que nos narra Monsenhor António Maria Ferreira no seu livro “Perfumes de Lourdes” editado em 1902; e aí escrevia o erudito sacerdote: “LAGES DO PICO – Foi talvez o primeiro logar dos Açores onde Nossa Senhora de Lourdes começou a ser publicamente invocada não obstante ser o Faial a primeira Ilha onde foi exposta ao culto público a primeira Imagem de Nossa Senhora de Lourdes. "
É que há muita gente esquecida e sem memória!!! E não há nada pior que um povo que não preserva e releva as suas memórias.
sim a 19 de Maio de 2008 às 13:33

A semana dos Baleeiros - Festa de Lurdes não será também uma responsabilidade dos cristãos, no que se refere à nota do autor? O Conselho Paroquial? O Conselho Pastoral falam disso? Quanto à pintura da igreja, julgo que querem que a obra de recuperação da Matriz (?) seja também incluída nos estragos do sismo de 98 e por isso ainda não se fez lá nada...
Rui Pedro Ávila a 20 de Maio de 2008 às 01:33

deu-se de mamar a tanta gente fez-se tanta obra gastou-se tanto dinheiro e de que maneira 50 milhões de euros custou a reconstrução e porque não a igreja estar incluida com uns miseros euros no meio desta brutal verba? Oh sr Rui Pedro não defenda o indefensável Fica-lhe mal
Anónimo a 20 de Maio de 2008 às 18:26

Oh Sr. Anónimo, as verbas despendidas nas igrejas do Pico e Faial, foram acertadas entre o Governo e a Diocese. No Pico existiu uma Comissão de Reconstrução das Igrejas do Pico CRIP ) que já vai com três Presidentes, todos padres. O Governo suporta 75% do custo dessas obras e as paróquias os restantes 25%. Todas as igrejas hoje já recuperadas, constavam do primeiro levantamento feito e acertado entre o Governo e a Diocese. A Matriz das Lajes não entrou nessa programação inicial. Se agora o pretendem fazer não vejo daí nenhum mal, agora o que o Sr. pretende com o seu remoque ao que eu disse é que eu não entendi. Não entendi tanta má disposição e tanta confusão com uma verba que foi despendida em habitações e nada teve a ver com a reconstrução das igrejas.
RUI PEDRO AVILA a 23 de Maio de 2008 às 23:22

Ex.mo Sr. Gestor deste Blog

Permita-me a objectividade da minha interferência mas o que os lajenses gostariam de saber é quem vai ser eleito nas próximas autárquicas de 2009.
Terá o PSD a coragem de propor um novo candidato? Ou vai o PS vai arrasar com uma proposta alternativa?

A banda que vai subir ao palco da pesqueira ou o programa da semana de Lurdes é irrelevante pois a festa não constitui passado nem futuro para as Lajes do Pico. Fartos de festa grossa, chefe e sua poesia estão muitos dos Lajenses que gostariam de, ao momento, estar a discutir a inevitável sucessão.
Luis de Matos a 21 de Maio de 2008 às 14:10

Permita-me que discorde do seu comentário. O que se propõe no post é que haja participação dos lajenses nos destinos da sua terra e no reavivar as suas memórias colecticas-povo que não tem memória, não tem futuro!
É tão importante esta festa e o que se celebra este ano que deveriam as diversas entidades envolver as pessoas e aceitar as suas iniciativas. A comissão das Sanjoaninas de Angra, é o exemplo mais bem sucedido que conheço.A autarquia financia fortemente a festa, mas proporciona o aparecimento de novas lideranças que, com a sua criatividade, responsabilidade e iniciativa, são os promotores verdadeiros da festa. Isto gera sinergias e a descoberta de lideres que, nas terras pequenas também existem, mas estão adormecidos, porque nunca ninguém se lembrou de lhes entregar uma tarefa colectiva por mais pequena que seja. Por isto, as celebrações deste ano, são importantes quer para avaliar a capacidade do poder autárquico e também a liderança paroquial.
E isto merecia nova reflexão que ficará para ocasião mais oportuna. Se isto lança o debate a este respeito, venha ele!
sim a 22 de Maio de 2008 às 00:39

Fartos ou não do chefe o POVO é que decide nas urnas.
FIniquito a 22 de Maio de 2008 às 00:44

Como somos descaradamente roubados pela Tap,

em

http://fiatluxcarpediem.blogspot.com

Anónimo a 21 de Maio de 2008 às 16:47

Pois é tudo muito bonito mas segundo julgo saber gastou-se muito dinheiro do erário publico na recuperação de habitações na sequencia do sismo de 98, algumas talvez o volume de dados não foram muito superiores aos da Matriz, mas infelizmente como desde sempre quem tem padrinhos e que se baptiza e não se consegue um padrinho para um bem colectivo porque os particulares sobrepõem-se .
De facto o PSD se tiver vergonha não apresenta ninguém a câmara das lajes depois do desaire que tem sido os últimos mandatos, mas como os sem escrúpulos são superiores aos valores os lajenses que pensem bem no que vão fazer e ao menos a cor do governo trará benefícios
ze a 22 de Maio de 2008 às 01:00

(...)"De facto o PSD se tiver vergonha não apresenta ninguém a câmara das lajes depois do desaire que tem sido os últimos mandatos, mas como os sem escrúpulos são superiores aos valores os lajenses que pensem bem no que vão fazer e ao menos a cor do governo trará benefícios."

Pronto, o PS concorre sozinho às Autárquicas. Melhor, nem é preciso haver escrutínio, vota-se apenas nas Regionais e nomeia-se a Câmara p’ra ficar tudo da mesma cor. Assim, como a Junta, Assembleia, o Lajense, a comissão de festas. Eh, Eh....
Ah, que saudades do antigamente...
Grandes democratas!!!
Patriota d'uns actos a 22 de Maio de 2008 às 14:13

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

27
28
29
30
31


eXTReMe Tracker
pesquisar
 
blogs SAPO