Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

08
Mai 09

Foram hoje conhecidas as zonas balneares que este ano vão hastear a bandeira azul.

No Pico e no nosso concelho, este conhecido e importante galardão, considerado em todo o mundo civilizado, símbolo de qualidade das águas e da existência de instalações adequadas ao bem-estar dos utentes é simplesmente IGNORADO.

Não há nenhuma zona balnear picoense classificada, entre as 28 de cinco ilhas do arquipélago.  

Numa ilha e num concelho, em que as actividades económicas ligadas aos recursos marinhos são, e sempre foram emblemáticas, não se admite que não haja, mais uma vez, a BANDEIRA AZUL EM NENHUMA ZONA BALNEAR.

Nem na nova piscina das Ribeiras!?...

O desleixo e a incompetência pagam-se caro.

Se não aproveitarmos estes galardões internacionais, não somos conhecidos e ficamos para trás.

E depois não nos queixemos dos outros porque aqui não se faz nada!...

publicado por sim às 16:46

Quando de facto se possui recursos naturais como os nossos, algo não está bem no aproveitamento do que a natureza nos proporciona.
O concelho das Lajes têm uma extensão de costa e respectivas zonas balneares das maiores dos Açores:
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Quando de facto se possui recursos naturais como os nossos, algo não está bem no aproveitamento do que a natureza nos proporciona. <BR>O concelho das Lajes têm uma extensão de costa e respectivas zonas balneares das maiores dos Açores: <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Porteco</A> e Poças da Baixa da Ribeirinha; Calhau; Manhenha (Poças zona envolvente ao polidesportivo); Calheta Portito da Feteira, Poça das Mujas); Ribeiras (Piscina Municipal; Zona balnear das Pontes; Lajes (Maré, Ribeira do Meio; Fonte); São joão (Ariinhas, etc...). <BR>Todas estas zonas balneares estão criadas por natureza, basta alguma requalificação das áreas envolventes e concerteza teremos zonas balneares excepcionais. Não se entende o porquê da autarquia Lajense, passados alguns anos nada ou pouco fazer para rentabilizar os seus recursos naturais. Será que continuaremos a não reconhecer o nosso pontencial e o que poderemos oferecer de melhor a quem nos visita? Será que não temos o direito de usufruir uma melhor qualidade de zonas balneares?
Banhista a 9 de Maio de 2009 às 00:55

Afinal é no Pico que tudo isto se passa e não só no concelho das Lajes.
As piscinas de S.Roque, as da Madalena e as das Ribeiras, não teem bandeira Azul?
Algo estranho para uma ilha que não tem aguas poluidas.
Quem propõe e quem aprova. Não são os senhores do ambiente? Quem esclarece?

Se consultar este endereço: http://www.abae.pt/programa/BA/zonas_balneares/criterios.php
pode ler, em detalhe, as regras que presidem à atribuição deste galardão, a que se candidatam as entidades públicas que podem cumprir esses critérios: autarquias e governos.

Fica aqui um excerto do texto:
A Bandeira Azul é um símbolo de qualidade ambiental atribuído anualmente às praias e marinas que se candidatam e que cumpram um conjunto de critérios. Para as praias são considerados 29 critérios, dos quais, 23 são imperativos e abrangem quatro capítulos:

* Qualidade da Água;
* Informação e Educação Ambiental;
* Gestão Ambiental e Equipamentos;
* Segurança e Serviços.
sim a 9 de Maio de 2009 às 17:03

Ao Sim, os meus agradecimentos
anonimo a 10 de Maio de 2009 às 17:22

1 - Qualidade da água - Existe!
2 - Informação e Educação Ambiental - Não existem
3 - Gestão Ambiental e Equipamentos - Não existem 4 - Segurança e Serviços - Não existem
À partida os critérios essenciais não existem. Mais palavras, para quê?
Anónimo a 11 de Maio de 2009 às 01:42

Aqui há anos também houve bandeiras azuis por tudo o que era sítio, mas não cumpriram nem metade das exigências. Além disso, julgo que quem primeiro deveria opugnar por essa atribuição deveriam ser os agentes turísticos, juntamente com a comunidade local que se sentisse desperta para tal e o Município viria no fim. Já tive uma experiência e não é muito agradável saber-se que não vamos cumprir minimamente as regras da atribuição... E aqui deixo algumas notas: "A Região Autónoma dos Açores tem, na corrente época, mais cinco praias galardoadas, com um total de 28 Bandeiras Azuis, Não se registaram saídas, tendo obtido pela primeira vez o galardão duas praias (Poças Sul dos Mosteiros e Poços de S. Vicente Ferreira) e tendo três praias reentrado no programa (Porto da Caloura, Preguiça e Anjos)" O Município ou a comunidade local devem implementar cinco acções de educação ambiental e deve existir um centro de interpretação ambiental ou estrutura similar. O acesso à zona balnear deverá ser seguro e adequado (sem comentários) e deve existir uma gestão dos diferentes usos e utentes da zona balnear, de modo a prevenir conflitos e acidentes. Se existirem áreas sensíveis na zona envolvente da zona balnear dever-se-ão implementar medidas que previnam impactes negativos sobre as mesmas, resultantes da sua utilização pelos utentes ou do tráfego para a zona balnear.
Tudo é possível mas não só com funcionários camarários. É a minha modesta opinião.
Rui Pedro Avila a 11 de Maio de 2009 às 19:41


afinal os funcion]arios camararios s]o fazem o que lhes mandam. A "Luz vem do alto", por isso tanto a autarquia como os Servicos do Governo Regional tem uma palavra final. Nao e so limpar com um grupo de estudantes uma poca ou sitio bom para molhar os pes que tudo fica solucionado. Quem providencia os acessos? Quem coloca os sanitarios? A limpeza pode ser um caso cultural, mas ha coisas que ha outras coisas que nao se fazem so por gente de boa e com boa vontade...
Anónimo a 16 de Maio de 2009 às 16:42

Não será este, apenas, mais um motivo para que alguma coisa se renove? ... É que são sempre os mesmos (Quase sempre!...).
Anónimo a 11 de Maio de 2009 às 21:39

Nesse caso para renovar é melhor votar na Sara porque o Roberto já anda no poder autárquico desde 93.
Falando de coisas serias, se tivessemos uma vereadora competente na educação e cultura em que existisse uma verdadeira politica de educação em proximidade com a escola este problema nunca teria chegado a acontecer. Ser vereador(a) não é ir fazer horas como um funcionário a cumprir horário, é entregar-se de corpo e alma à causa publica. E também o vereador não é responsável pela pasta do ambiente mas coitado tem de fazer o trabalho todo sozinho.
da vila a 13 de Maio de 2009 às 17:16

Acho muito bem que haja renovãção na lista do PSD. Sempr ouve com o Claudio. Precisamos de gente com valor que pense o conselho que saiba inovar ter ideias novas para as pessoas. Pessoas que só pensão no seu imbigo não. Quando se assume um cargo politico ten-se que se dedicar a ele de corpo e alma.
Quanto ao PS é pena não ter encontrado um candidato socialista e ter de recorrer aos restos que o PSD não quis, e que a sua passagem pela junta só veio atestar que o Claudio estava certo quando o mandou borda fora.
Sou daquelas pessoas que vota em pessoas e não em partidos, normalmente com mais tendencia para a esquerda mas desta vez não.
Anónimo a 14 de Maio de 2009 às 13:21

Qual era o partido da sara antes de o eng claudio a levar para as hostes do psd? È preciso ver as coisas com as mesmas lentes e nao conforme nos convem. Cada um tem aquilo que merece. Sara, sergio e vanda ou roberto, mario tome e angela (segundo o ilha maior)? O povo decidirá. ps: joao duarte ou paulo alves para a junta das lajes?
Duvida a 16 de Maio de 2009 às 23:41

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
30

31


eXTReMe Tracker
pesquisar
 
blogs SAPO