Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

16
Out 10

Numa terra em que quase nada acontece após a época estival, sabe bem aqui anunciar novos equipamentos comerciais e de serviços.

Refiro-me ao novo edifício da Caixa Geral de Depósito, construído na antiga garagem da cooperativa, com uma traça que se enquadra, perfeitamente, no conjunto habitacional envolvente. ( Qual o destino da Casa da Alfândega? Quem responde?)

É uma benfeitoria que as Lajes muito apreciam, vinda de uma instituição que, diga-se em abono da verdade, instalou o primeiro balcão nesta Ilha por influência do antigo funcionário bancário Paulo Luís. É uma nota que fica, quando, esta segunda-feira, forem abertas as portas do novo edifício da CGD, cujas obras muito se ficam a dever ao actual gerente Fernando Cardoso.

 

Outro serviço que vem beneficiar as Lajes é a parafarmácia da Santa Casa da Misericórdia das Lajes, instalada no Lar Calvino F.Santos.

 

Aos poucos, esta avoenga vila vai-se desenvolvendo e criando novos serviços para responderem às solicitações dos consumidores.

Estes são bons exemplos de que algo se transforma para melhor, mesmo em tempo de crise. Novas instalações, mais comércio e serviços, novos postos de trabalho.

É pouco? aos poucos e poucos...

 

publicado por sim às 23:39

Parabéns... Pena é que alguns imóveis existentes nesta nossa Vila continuem em estado de abandono... casa da Alfandega, casa das Claudianas e casa da Maricas Tomé, são os três exemplos mais gravosos... quem são os responsáveis, que fazer deste imóveis ou ainda para quando a sua recuperação?
São tudo perguntas que mereciam ser esclarecidas...
Carlos Silva a 17 de Outubro de 2010 às 15:38

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15

17
18
19
20
21
23

25
26
27
28
29
30

31


eXTReMe Tracker
pesquisar
 
blogs SAPO