Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

11
Fev 11

 

Tenho estado a ler o Album da Ilha do Pico, de Ermelindo Ávila, livro lançado nas Lajes o verão, durante a Semana dos Baleeiros, com o patrocínio da Câmara municipal.

Trata-se de uma obra que todo o lajense deveria possuir, porque fala da nossa história, do povo que a construíu ao longo de 5 séculos, e não o podemos nem devemos ignorar.

Entre as várias figuras que naquele trabalho histórico são referidas, quero realçar o primeiro povoador desta ilha: Fernão Álvares Evangelho. Na Ribeira do Meio ainda lá está, abandonada e desprezada, a casa onde alegadamente viveu, junto a uma ponte romana, igualmente, de interesse histórico. Ambos os monumentos devem ser redescobertos e dados a conhecer.

O outro nome importante é Frei Pedro Gigante, o primeiro sacerdote desta ilha. Ao que parece está associado ao plantio das primeiras plantações de vinha da ilha, no lugar da Silveira.

Quando por todo o lado se fala da importância em recuperar a herança histórica das famílias e dos povos, eis aqui duas figuras que merecem dos lajenses de hoje, uma digna homenagem que perpetue aos vindouros que o povoamento começou aqui e disso temos muito orgulho.

publicado por sim às 18:58

Completamente de acordo, é necessário assinalar a casa do primeiro povoador da ilha, assim como é fundamental associar a Silveira à introdução do vinho que chegou à mesa dos Czares.
Paulo Pereira a 11 de Fevereiro de 2011 às 21:47

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

eXTReMe Tracker
pesquisar
 
blogs SAPO