Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

01
Abr 05

http://lajes.blogspot.com

Agora com novo título, o blog das Lajes está de novo aberto. Venham daí sugestões e temas para discutirmos o futuro da nossa terra e as personalidades que se perfilam para levar por diante a sua história e desenvolvimento. Ontem, fiquei pasmado com o pedido da Presidente Sara: calamidade pública para os estragos do mar. Peçam outras coisas e não pedinchem. Giram melhor os dinheiros públicos e apostem na iniciativa privada e em novos empresários. Batam à porta de investidores externos e dêem-lhes facilidades e verão que as Lajes vão dar um grande salto. Quer comentar?

publicado por sim às 18:20

Costuma-se dizer que o Povo faz a Terra. Eu conheço casos de autarquias em que o Povo ultrapassou a imcompetência dos governantes, arregaçou as mangas e surgiram resultados. Porque no concelho das Lajes não poderá ser assim? Pode certamente. Ao juntar as peças do Puzzle (3 concelhos da ilha), ele poderá fazer sentido e tar futuro. Senão o Pico continuará sempre desfigurado do panorama Regional e Nacoional. Quando em Lisboa se vislumbra um placard publicitário de uma cauda de Baleia, com o Pico ao fundo, parece-nos uma coisa de outro pais, paradisiaco. É pena, se o Pico não aproveitar o comboio do Turismo (adequado), e se deixar adormecer na monotonia do Triângulo... penso eu, mas posso-me enganar.Joao
</a>
(mailto:)
Anónimo a 23 de Abril de 2005 às 23:33

Pois é realmente á cada uma "calamidade publico"so pode ser para rir. Essa senhora e o seu elenco devia sim pedir era o investimento produtivo ao governo que durante anos fez de conta que o Sul da ilha não existia,ela e o anterior autarca agora deputado deveriam ter ter-se batido,gritado e saltado para o governo regional investir naquilo que lhe compete neste concelho tal como tem feito nos outros dois em espeçial no da Madalena.
Contudo também á muita culpa da Autarquia em não atrair o investimento para cá senão vejamos, nestes ultimos anos vários foram os projectos no campo do turismo apresentados a camara só que tal foi os entraves que encontraram que desistiram.Ora era razões de patrimonio ora de arquitéctura e a partir dai "e tudo o vento levou".
Está esta autarquia rodeada por uma cabeças iluminadas sobretudo de pessoas de fora que por cá passam e fazem e produzem estudos e mais estudos que acabam por castrar as intenções das pessoas não só as que querem investir mas as da terra que querem esse investimento e que já o demostraram em varias reuniões publicas sobre o assunto promovidas pela autarquia, mas que caem em saco vazio porque esses senhores arquict. e engs. que querem é ganhar dinheiro com estudos e mais estudos sobre planos de salvaguarda e afins que vai fazendo que os anos passem e que continuemos neste marasmo enquanto que nos concelhos vizinhos o desenvolvimento de dia para dia avança.Párem com o marasmo,parem com a incompetençiacarlos
</a>
(mailto:)
Anónimo a 14 de Abril de 2005 às 22:47

Abril 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.