Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

18
Abr 06

"Com vista a assegurar a qualidade da água para o consumo humano desde a captação até ao consumidor final o Município das Lajes do Pico colocou em funcionamento no passado dia 23 de Fevereiro 6 Postos de Cloragem, estando cada um deles equipado com um grupo de duas bombas hidropressoras que injectam automaticamente, através de impulsos, uma solução de hipoclorito de sódio (agente desinfectante) na água bruta.

A implementação deste tipo de tratamento tem como objectivo proteger a saúde humana de eventuais efeitos nocivos resultantes de qualquer contaminação da água, assegurando a sua salubridade e limpeza.

Estão abrangidos pelo tratamento as freguesias da Ribeirinha, Piedade, Calheta de Nesquim, Lajes, São João e o lugar das Pontas Negras, na freguesia das Ribeiras.

Todos os utentes da freguesia das Ribeiras cujo abastecimento não esteja abrangido nesta fase pela desinfecção deverão tomar as devidas precauções aquando do consumo da água, nomeadamente, fervê-la
." (fonte: http://www.-municipio-lajes-do-pico.pt ).

Pergunto: Por que é que Sta Bárbara e Sta Cruz ficaram de fora? Se há todo este cuidado, por que é que a Câmara não enviou para a entidade nacional de fiscalização da água os dados previstos na lei?

Se tal acontecesse, seria escusado o nosso concelho estar nas bocas do mundo por não cumprir as normas nacionais!...

ver: http://lajes.blogspot.com

publicado por sim às 15:25

Boa Picaroto.
Mas já agora acrescento mais umas pequenas coisas...
Existe falta de verba na Junta de freguesia das Ribeiras, para tapar os buracos dos caminhos municipais?
Será que a vontade popular terá de angariar fundos para o mesmo fim?
Será que temos de continuar a acreditar nesta Câmara?
Será que o "Varrão" desta Câmara vai - nos continuar a atormentar a nossa vida boa e pacata, tentando fazer de nós ou pensando que nós somos alentajenos. Quem foi corrido e cá quer ser alguém????
O Prior do Convento a 18 de Abril de 2006 às 23:10

A questão ora colocada pelo Picaroto prova bem a completa incompetência da actual administração. Em declarações evasivas, aquando a passagem de pasta dos destinos do município, Sara Santos declarava numa entrevista à rádio Montanha que as políticas a seguir seriam em conformidade com as da administração anterior, rematando a obra presidida por Cláudio Lopes, que visava a implementação de um projecto estruturante de abastecimento de água para consumo humano em todas as freguesias; sempre perto da população e das suas realidades.

Actualmente, e ao contrário das declarações da Sra. Presidente, a Câmara das Lajes parece mais vocacionada para a poesia e para as artes do espectáculo, esquecendo-se de entregar às entidades competentes, amostras da água que leva aos seus munícipes para análise, seguindo uma política à moda do seu chefe de gabinete: invulgar, autista e oportunista.

Neste momento, os resultados a nível nacional nem sequer existem mas temos uma revista…Como é que ele a promove? - Ah, já me lembro: “Magma, o melhor da literatura nacional”.


LAJES DO PICO Não existem dados relativos a este concelho para este ano

In Instituo do Ambiente – Qualidade da água para consumo humano
Anónimo a 19 de Abril de 2006 às 00:02

Toda a gente se queixa do cheiro do cloro da água que sai da torneira. Eu ainda não notei nenhum aqui neste pequeno lugar da Águada que pertence às Pontas Negras. Um caso a ser estudado pelos sábios estudiosos e entendidos em matérias de purificação das águas.
Márcia Rodrigues a 23 de Abril de 2006 às 12:17

Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
14

16
17
19
21
22

23
24
26
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO