Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

14
Jun 06

O contrato da empreitada de construção do núcleo de recreio náutico do porto das Velas, na ilha de São Jorge, foi hoje (13-06-06)assinado. 

Orçada em quase seis milhões de euros, a nova estrutura será construída em duas fases, a primeira das quais – a marítima – estará concluída no prazo de um ano, constando, basicamente de um quebra-mar de 200 metros, e um terrapleno, com um ponte para acesso aos passadiços que serão instalados no espelho de água a criar com o quebra-mar. Segue-se a construção, em terra, das zonas de recepção, serviços de apoio e, eventualmente, nova sede do Clube Naval local.

 

Na ocasião, Duarte Ponte anunciou, também, para breve, o lançamento da consignação das “Portas do Mar”, em Ponta Delgada, das marinas de Santa Maria e Lajes do Pico, bem como, no âmbito do próximo quadro comunitário de apoio, dos núcleos similares das Lajes das Flores e da Graciosa.

 

Terminadas estas construções, serão 1.800 os lugares de amarração pra embarcações de recreio disponíveis nas várias ilhas, explicou o governante.

 

Duarte Ponte considera estas obras importantes para “voltar os Açores para o mar”, potenciando o desenvolvimento turístico em áreas como o iatismo, os cruzeiros, o whale watching, “entre outras actividades marítimo-turísticas que têm vindo a demonstrar grandes potencialidades no arquipélago”.

 

No entanto, alertou, “não basta a localização privilegiada ou o historial de apoio à navegação atlântica” para garantir o desenvolvimento da náutica de recreio e o turismo de cruzeiros na Região.

 

É necessário, ter “uma visão pró-activa que procura na qualidade dos serviços prestados uma mais-valia que nos diferencia e nos distingue”.

 

Duarte Ponte disse, ainda, que os seus empresários têm agora uma oportunidade de investimento privilegiada que é fundamental aproveitar, em prol do desenvolvimento.

Fonte: GACS-Gabinete de imprensa do Gov. regional dos Açores

 
 
publicado por sim às 18:05

O facto de JAJ ter publicadouma notícia ás 14h00, após este blog o ter feito logo de manhã, contestando a construção de uma marina nas Lajes e sim um porto de recreio, como afirma o AO ao contrário do gabinete de imprensa do Governo demonstra que JAJ não está minimamente interessado nem ficou satisfeito com esse projecto governamental, como, ao contrário, transpareceu de um recente post publicado no seu blog. Assim se vê a força de alguns picoenses, mais preocupados com o seu "clube" que com o desenvolvimento da sua terra. É bom que eles se manifestem, para que conheçamos as suas verdadeiras intenções e projectos...ou a falta deles.
As Lajes vão ter uma Marina, cujo lançamento da consignação vai acontecer proximamente.
É um excelente incentivo aos empresários da nossa terra, que, desta feita, tem mais e melhores incentivos para apostar nas Lajes.
mouraria a 14 de Junho de 2006 às 18:32

Caro anónimo consulte o comunicado do governo
em: http://portal.azores.gov.pt/GaCS/Noticias/2006/Junho/Comunicado+do+Conselho+do+Governo.htm
JAJ a 15 de Junho de 2006 às 22:14

Há mais um post no
http://lepratecoma.blogs.sapo.pt
lepratecoma a 15 de Junho de 2006 às 00:04

Caríssimos 1º- Tomei conhecimento por este blog da notícia da construção de uma Marina. Fui investigar e encontrei no Açoriano Oriental a notícia da construção de um Porto de recreio náutico. Estas palavras são citações atribuídas a Duarte Ponte. Qual o problema de ter tomado conhecimento por este blog? 2º- Engana-se, sempre defendi a construção de uma Marina nas Lajes do Pico, já o fizera num artigo no Jornal o Dever no final dos anos 90 era então director adjunto o padre Luciano. Como vê a minha luta já tem anos e aliás no Blog existem mais posts a defender isso. 3º- Fico como é óbvio muito contente se tal vier a ser construído UMA MARINA, um para atracar umas embarcações de recreio e retirar no Inverno não, não fico contente. Fico a pensar que é para nos calar a boca e fazer mais tarde uma marina noutra parte da ilha. Sabe é que não devemos ficar a bater palmas sem conhecer todos os meandros, devemos sempre adoptar uma atitude de exigência para a nossa terra como para a nossa casa. (No dia de inauguração da Escola Cardeal Costa Nunes já se estava, nos discursos oficiais, a referir que era pequena e que não podia ficar por ali. Como deve saber já sofreu obras de ampliação). 4º Eu manifesto-me publicamente na comunicação social. Também o faço no Blog e nalgumas caixas de comentários. Não anonimamente. 5º Em relação à miopia de alguns «doutores» não me posso pronunciar, primeiro era preciso que todos deixassem o anonimato e se apresentassem em praça pública de cara descoberta para apontarmos os míopes (donos de blogs incluídos). Mas, deve estar a referir-se aos “doutores” eleitos pelo povo que andaram muitos anos nos corredores do poder, governo e assembleia regional e outros cargos, a tratar da sua vida e da sua reforma e nada fizeram pela sua terra. JAJ
JAJ a 15 de Junho de 2006 às 03:24

excelente resposta JAJ. Isso de por palavras na boca dos outros que não fora ditas merecem reposta acertada ainda feitas por anonimos. Gostei de saber que já há muitos anos defende essa obra.
Cravo a 15 de Junho de 2006 às 10:54

é preciso é dar início, começando pelo projecto. Se for para manter o aterro que dá acesso ao molhe de protecção, então vamos por aí, é que se está a fazer tarde e os outros estão à espreita
Anónimo a 15 de Junho de 2006 às 19:27

Vá escarafunchando JAJ... Duarte Ponte nada disse porque o comunicado do Governo de nada fala. São assim os politiqueiros da nossa. Arengam, arengam e nada fazem. Só lhes interessa que a Vila não tenha nada. Foi por isso que o Sul ficou sem porto, sem traineiras e sem peixe no cais. Infelizmente, o digo, porque são as populações que perdem com as estratégias de alguns "ronhas" que pensam mais em si que no bem comum. É pena. Os lajenses saberão cuidar e zelar pelo cumprimento das promessas de Duarte Ponte, proferidas perante o Presidente do Governo. Cada um tem a sua Cruz...
lepratecoma a 16 de Junho de 2006 às 00:51

Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16

19
20
22
23

25
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO