Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

10
Mar 06

O lançamento da edição multimédia (CD-ROM) dos Inventários do Património Imóvel dos Concelhos da Ilha do Pico tem lugar dia 11 de Março, pelas 18H00, no auditório do Museu dos Baleeiros, nas Lajes.
Toda a informação do Inventário do Património Imóvel da Ilha do Pico constante de três livros publicados (concelhos de São Roque, Madalena e Lajes do Pico) fica agora reunida e acessível num único CD-ROM.
O CD-ROM, - uma edição da direcção regional da Cultura e do Instituto Açoriano de Cultura (IAC) -, permite o acesso rápido e fácil a esta informação, inclusivamente navegar a partir de um base cartográfica da ilha e descer ao pormenor de cada um dos casos inventariados, identificando o seu local preciso de implantação no terreno.
Paralelamente ao lançamento, o IAC apresenta o site do Inventário do Património Imóvel dos Açores (www.inventario.iacultura.pt), com uma nova imagem e organização, aproximando a imagem do site à do CD-ROM.
Oxalá os cidadãos e os responsáveis locais e regionais conheçam e preservem estas memórias da nossa história colectiva.
publicado por sim às 11:34

Eu não me admirava se a madre do convento tivesse sido convidada com o cobridor e não aparecesse, pois seguindo a politica do engenheiro vareta(que pelos vistos teve uma boa escola, a nivel politico e privado), quando cá veio o exmo Sr. Presidente da Republica, houve uma viagem na ultima da hora ao continente, se calhar como forma de fuga, ou seria uma forma de não mostrar uma freguesia que queria promover a concelho, tal como apresentou em manifesto politico.
Já que falei em politica, fiquei a saber que a asqueroza da mandataria da madre do convento, conseguiu um cargo no convento, penso que lhe chamam de COBRA CUSPIDEIRA. A explicação que obtive do nome da fulana foi a seguinte; cobra, da forma que trata os colegas; cuspideira,da forma que tratou uma colega em especial, cuspindo-lhe na cara ( minha grande bruta).
Naõ avanço mais porque seria do mais alto ao mais baixo, do magro a algumas cuzudas.
Aonde é que as nossas LAJES vai parar com tanta PORCARIA (palavra derivada de Porcos e Porcas) junta.rocaz
</a>
(mailto:rocaz@hotmail.com)
Anónimo a 21 de Março de 2006 às 22:27

Sem querer alimentar polémicas Sr. Castelete, deveria saber que eu sou contra os "semões da Pesqueira" e como todo o ser humano livre e responsável tenho o direito de me pronunciar sobre os assuntos que conheço. Nunca ultrapassaria a hierarquia, mas também sei que o Sr. Director não se interessa por este tipo de blogs. A opinião é minha e assinada por mim, com toda a frontalidade com que sempre comando a minha vida. Não lhe vou responder mais pois penso que sabe quem eu sou e deverá saber portanto que eu não tenho tempo para "conversas da treta"...Teresa Proença
(http://**)
(mailto:)
Anónimo a 20 de Março de 2006 às 12:38

Oh D. Teresa quem lhe encomendou o "sermão da pesqueira?" Não sabia que agora era a porta-voz do Museu do Pico. O Director passou-lhe a palavra, foi? Ou, propositadamente, não se quiz meter no embróglio? Cada macaco no seu galho, D.Teresa!castelete
</a>
(mailto:)
Anónimo a 18 de Março de 2006 às 21:19

Concordo consigo a 100%. Só quis esclarecer um erro de Protocolo, nada mais. E como vê não tenho medo de o fazer sem ser anonimamente.Teresa Proença
(http://**)
(mailto:)
Anónimo a 18 de Março de 2006 às 15:17

Oh D.Teresa isso não é desculpa. Então a Presidente da Câmara está à espera de convite para assunto tão importante? Então e o convite ao Zé povinho que não foi feito mas que ele ultrapassa por considerar que deve ir para saber e conhecer as questões do património? Há protocolo e protocolo. As entidades, quando en sessões públicas abertas, devem participar, mesmo que não sejam convidadas, mais não seja para dizer: isto é importante, estamos aqui!castelete
</a>
(mailto:)
Anónimo a 17 de Março de 2006 às 17:44

Não se deve falar do que não se sabe... Por erro do Protocolo, ao qual o Museu Regional do Pico é alheio, houve Entidades que não foram convidadas, entre elas a Exmª Senhora Presidente da Câmara das Lajes do Pico, assim sendo não pode estar presente nem ser representada. Essa é a verdade que deve ser reposta.Teresa Proença
(http://**)
(mailto:)
Anónimo a 17 de Março de 2006 às 15:54

è vergonhoso quando existem iniciativas tão importantes numa vila como esta e a maior parte das instituições que se dizem proteger e cuidar dos interesses locais não se fazerem representar. Onde estava o senhor que representa a cultura deste concelho e a sua digníssima senhora? Certamente ocupados com a cultura continental que não puderam perder meia hora do seu sábado com a cultura picarota e açoreana. Tenham vergonha!!picarota
</a>
(mailto:)
Anónimo a 14 de Março de 2006 às 10:46

Na sessão do lançamento do "CD Património da Ilha do Pico" não esteve presente a ilustre Presidente da Câmara nem uma representação da Câmara na pessoa dos dignos Vereadores com Delegação de competência. Provavelmente tinham outros afazeres!!!Maria do Pico
(http://mariadopico)
(mailto:mariadopico@hotmail.com)
Anónimo a 11 de Março de 2006 às 23:15

ou á vila manda outro tema
</a>
(mailto:)
Anónimo a 11 de Março de 2006 às 21:53

Pronto o Cd já está venha um tema para o pessoal discutir. Não vê a Srita sempre com temas novos.
</a>
(mailto:)
Anónimo a 10 de Março de 2006 às 18:27

Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.