Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

29
Ago 06

A semana dos Baleeiros terminou.

Há, porém, que se fazer uma reflexão sobre a Festa. À primeira vista, parece-me que o programa, embora com algumas deficiências, provocadas por coincidências de eventos, parece-me que esteve bem. Um reparo para a noite de fados que, deve voltar à segunda-feira e a um recinto onde os fadistas estejam mais próximos do povo. O ponta-pé de saída, se fôr dado no início da semana, esta ganha novo fôlego e atrai mais visitantes.

Um reparo e crítica não se pode deixar de fazer: a publicidade da cerveja, colocada em local bastante visível, no centro da Festa e do Sermão da Pesqueira. Foi uma nódoa que todos notámos e que envergonhou os lajenses.

Não pode nem a Associação Terra Baleeira, nem o Município deixar-se levar por uns trocos que a marca que há uns anos subsidiou (segundo se disse na altura) a campanha do PSD a nível nacional) lhe acenou. É um péssimo exemplo, que não deverá repetir-se. Deixe-se que os privados façam o seu comércio, e ressalve-se os locais que assinalam, anualmente, as características desta festa.

E sobretudo, não se venha pôr em causa uma festa que o Município valorizou nas últimas duas décadas. Quem quer ser o coveiro da Semana que assuma o ofício. Mas assuma também os compromissos antigos. Aí se verá quem são os fortes!...

Os lajenses não deixarão de celebrar, com o mesmo desvelo e carinho, a Festa de Nossa Senhora de Lourdes.

publicado por sim às 15:40

20
Ago 06

As Lajes estão em Festa.

A Semana dos Baleeiros, constitui para todos, lajenses e visitantes, momentos de alegria e de confraternização. Temos por hábito franquear as portas aos forasteiros e, de par em par, mostrar-lhes o que de melhor temos. E é muito. As potencialidades das Lajes são imensas, não é preciso dizê-lo. Todos o constatam.

Mas apesar de tanto a natureza nos ter dado, muito há a fazer.

Nestes dias de festa, não se deve relevar as mazelas da nossa terra - que muitas são! Elas estão à vista de todos e deviam envergonhar os seus responsáveis. A sua inércia ou incompetência notar-se-á, facilmente, a quem anda pelas ruas da Vila.

Oxalá para o ano as Lajes se apresentem de cara mais simpática, nos edifícios públicos e privados, no trânsito, no estacionamento, nas zonas balneares, na capacidade hoteleira, na animação e promoção, nos espaços de lazer. Se tal suceder, todos ganharão. Os Lajenses, sobretudo, que mais e melhor merecem!

publicado por sim às 21:47

13
Ago 06

1.Pede-se a quem de direito que corrija o piso da calçada junto à pera da saída/entrada da Vila. Anda-se para ali aos saltos e não há viaturas que resistam.

2.Pede-se a quem de direito que melhore o piso do miradouro sobranceiro à vila. Já lá vão os restos da areia do muro de suporte, agora, dignifique-se o local.

3.Pede-se a quem de direito que recupere a canada do Manuel Velho. Há gente que entra na Vila por lá, para o parque de campismo, e tem de fazer montanhismo.

4.Pede-se a quem de direito que melhore o piso da esplanada da baleia.  O local está cheio de bagaço e de poeira e isso incomoda os utentes.

5.Pede-se a quem de direito que coloque um sinal do lado sul do Cruzeiro obrigando a contornar o Largo. Como está, nada obriga a que se suba pela esquerda.

6.Pede-se a quem de direito que "perca" uma hora do seu horário de político-local, para ordenar, sinalizando, o trânsito da Vila. Há,agora, mais visitantes/condutores a passarem por aqui que ficam PASMADOS com a falta de sinalização da nossa Vila.

7.Não pedimos o impossível, mas esperamos que os responsáveis, exerçam o mínimo das suas competências e obrigações.

publicado por sim às 16:41

08
Ago 06
Agosto começou com as Lajes cheia de veraneantes nacionais e estrangeiros.
Grande parte deles vêm fazer whale-watching e visitar o Museu. Alguns ficam uns dias no parque de campismo, frequentam os restaurantes locais, banham-se nas águas límpidas e deliciam-se com a pacatez deste velho burgo.
São assim as Lajes. Têm um potencial turístico que, de ano para ano, mais se afirma, embora tardem a surgir unidades hoteleiras com maior capacidade.
Infelizmente - e há sempre um senão - pouca informação e animação é proporcionada aos veraneantes e visitantes. Não fossem as esplanadas - algumas colocadas nos apertados passeios assemelham-se a tabernas do terceiro mundo - e nada mais haveria.
Não podemos esperar pela Semana dos Baleeiros, ou pela passagem de grupos do continente que aqui vêm em troca de um almoço ou jantar.
As Lajes devem ter um programa de animação que abranja a época alta do turismo. Para quê tanto cinema, quando se sabe que no verão as noites são ao ar livre, junto ao mar, em amena e interessante cavaqueira?
Há tanta falta de imaginação e de animação nas noites estivais. Será que os responsáveis já perderam a capacidade de inovar e de criar projectos que envolvam residentes e visitantes?
publicado por sim às 16:45

01
Ago 06

Está mais animada a nossa terra com o regresso, embora temporário, de muitos que aqui nasceram e que, por motivos vários, tiveram de partir ou emigrar.

Sejam benvindos!

Precisamos da sua participação cívica, das suas ideias, da sua crítica, do seu contributo para desenvolvermos as Lajes e colocá-la no patamar que já conheceu há algumas dezenas de anos.

Precisamos dos lajenses que nos visitam pois, com eles, reconstituimos parte importante do nosso passado, da nossa memória colectiva, das nossas vivências e sonhamos com melhores dias.

Não tenhamos medo das suas sugestões, porque fazem-nas por amor à terra. Não recusemos as suas propostas, pois transportam uma mundividência adquirida noutros países, noutras cidades, noutros meios mais evoluídos que o nosso.

Recebamos os filhos desta terra com a alegria de termos reencontrado amigos, parentes e antigos colegas de escola que, quando partiram, levaram no coração imagens inapagáveis da terra onde nasceram e que nunca mais se esquece, sobretudo quando se está ausente.

Eles têm tanto direito como nós a decidir o nosso futuro.

Quem sabe se alguns deles, mais dia menos dia regressam a casa, como o fizeram tantos outros? 

publicado por sim às 22:08

Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO