Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

29
Ago 06

A semana dos Baleeiros terminou.

Há, porém, que se fazer uma reflexão sobre a Festa. À primeira vista, parece-me que o programa, embora com algumas deficiências, provocadas por coincidências de eventos, parece-me que esteve bem. Um reparo para a noite de fados que, deve voltar à segunda-feira e a um recinto onde os fadistas estejam mais próximos do povo. O ponta-pé de saída, se fôr dado no início da semana, esta ganha novo fôlego e atrai mais visitantes.

Um reparo e crítica não se pode deixar de fazer: a publicidade da cerveja, colocada em local bastante visível, no centro da Festa e do Sermão da Pesqueira. Foi uma nódoa que todos notámos e que envergonhou os lajenses.

Não pode nem a Associação Terra Baleeira, nem o Município deixar-se levar por uns trocos que a marca que há uns anos subsidiou (segundo se disse na altura) a campanha do PSD a nível nacional) lhe acenou. É um péssimo exemplo, que não deverá repetir-se. Deixe-se que os privados façam o seu comércio, e ressalve-se os locais que assinalam, anualmente, as características desta festa.

E sobretudo, não se venha pôr em causa uma festa que o Município valorizou nas últimas duas décadas. Quem quer ser o coveiro da Semana que assuma o ofício. Mas assuma também os compromissos antigos. Aí se verá quem são os fortes!...

Os lajenses não deixarão de celebrar, com o mesmo desvelo e carinho, a Festa de Nossa Senhora de Lourdes.

publicado por sim às 15:40

Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO