Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

26
Fev 10

As Lajes do Pico, para os que desconhecem, é considerada a Vila Baleeira dos Açores, em virtude de durante dezenas de anos aqui se ter desenvolvido com maior dimensão a captura de baleia, entretanto extinta.

Todavia, os lajenses souberam aproveitar o que restou dessa actividade, nomeadamente: a Fábrica de transformação da Baleia - hoje Centro de Artes, o Museu dos Baleeiros, que reune todo o espólio da vida dos baleeiros em terra e no mar - o museu mais visitado dos Açores, as regatas em botes baleeiros - uma embarcação típica e única - considerada uma das mais belas do mundo, e mais recentemente a observação de cetáceos - cachalotes e golfinhos, numa área marítima considerada o santuário das baleias do Atlântico Norte.

Nesta altura do ano, em que já se começa a programar as fárias de verão, a opção por uma visita às Lajes do Pico é uma excelente ideia, até porque aqui a vida é calma, a montanha é um cenário permanentemente e as águas puras e cristalinas do mar, com temperaturas a rondarem os 21 graus, contribuem para um retemperar de forças a que a nossa gastronomia dá uma excelente ajuda.

Pense nesta proposta e decida-se!

publicado por sim às 10:20

25
Fev 10

Está um frio de rachar mas perante a imponência desta montanha que acordou de cara lavada, um novo alento nos conforta e anima para as tarefas do novo dia.

E a meteorologia continua a informar que cai granizo, enquanto a montanha se ri, cheinha de neve.

Ai se fosse na Serra da Estrela? Era um badalar constante para atrair turistas aos hotéis da Torre!...

Nós por cá, nem meteorologistas, nem turistas temos a nosso favor.

Valha-nos ao menos o Climaat, para nos reconfortarmos com esta beleza impar!...

publicado por sim às 10:06

23
Fev 10

O Governo Regional, através da empresa de capitais públicos Ilhas de Valor, S.A. decidiu intervir na Verde Golf de São Miguel, assumindo os custos e os proveitos desse processo.

Alega o Governo que os accionistas daquela empresa não têm capacidade financeira para manter o nível de qualidade que os dois campos de golf (Batalha e Furnas) exigem.

 

Na nota do executivo, acrescenta-se que a empresa das Ilhas de Valor - na qual o Governo não integrou a Ilha do Pico-, vai lançar a concurso este ano,  a construção do novo campo de golf de Santa Maria e está a desenvolver parcerias financeiras para implementar o campo de golf do Faial.


Pergunto: E O CAMPO DE GOLF DO PICO, estrutura que nasceu em terrenos cedidos pelo Município das Lajes a uma empresa privada - PICOGOLF- e que não passou de alguns terrapleno?

E O CAMPO DE GOLF DO PICO, também não deve receber do Governo Regional, o necessário empurrão para ser construído?

Por que não também o Campo de Golf do Pico'

Porquê esta insensibilidade, este distanciamento, melhor este ALHEAMENTO do Governo face aos problemas que afectam esta ilha e cuja resolução tarda ?


É por estas e por outras que somos a " Ilha Maior, no sonho e na desgraça", no dizer de Almeida Firmino.

( foto tirada em 2003. Os terrenos do campo de golf ficam situados entre a freguesia de São João, à esquerda e ao fundo e a localidade da Silveira,à direita.) 

 

publicado por sim às 17:58

22
Fev 10

Um grupo de emigrantes pretende reunir em Agosto de 2011, nas Ribeiras, todos quantos estão espalhados pela diáspora, informa a Rádio Pico.

Segundo aquela fonte desconhece-se o número de emigrantes ribeirenses. Sabe-se porém que estão espalhados pelas terras de emigração: Brasil, EUA, Canadá, etc.

Mais informações em  marecheia.ribeiras.com/

 

 

publicado por sim às 19:58

18
Fev 10

Esta manhã, a Montanha acordou assim: sobranceira, esbelta, limpa, colorida de um pequeno manto que teima em gelar o aconchego das nossas lidas.

Vista de São Jorge, a ilha em frente, é um cenário paradisíaco que muitos buscam, em vão, noutras paragens longínquas.

Aqui a pé da porta, a Montanha espreita os nossos afazeres que não rejeitamos quando amaciamos o basalto negro, donde brota o nectar delicioso e os produtos de uma terra que só é madrasta quando os homens afrontam os elementos.

 

Este é o nosso Pico - um cenário imprevisível, sempre que nasce a vida de mais um dia.

publicado por sim às 11:53

14
Fev 10

Há, precisamente, 148 anos, em 14 de Fevereiro de 1868, foi criada a Filarmónica Lajense. A sua primeira aparição em público, diz o historiador Ermelindo Ávila, em Figuras & Factos, foi na procissão da Quaresma.

Mais tarde, em 1910, os ideais republicanos dos seus dirigentes fizeram com que fosse introduzida na sua designação a palavra LEBERDADE.

                                           

 

Dentro em breve vai realizar-se uma Assembleia Geral da Sociedade Filarmónica Liberdade Lajense.

Trata-se de uma instituição com um longo historial de dedicação à musica e à cultura da nossa Terra. 

Dotada de instalações condignas e ainda em fase de ampliação, a Liberdade Lajense tem disponibilizado os seus espaços para uma série de iniciativas relevantes promovidas também por outras instituições locais, provando que os equipamentos devem estar ao serviço do bem comum, sempre numa perspectiva de colaboração com tudo quanto dignifique a nossa terra.

Nas Lajes, falta, no entanto, um espaço que disponibilize o acesso às novas tecnologias, nomeadamente à internet - o chamado de ciberespaço. Esta lacuna faz-se notar sobretudo na época estival, quando muitos forasteiros visitam as Lajes.

O Governo disponibilizou, recentemente um programa com este fim, a que  podem candidatar-se instituições sócio-culturais. Seria uma forma de a Filarmónica disponibilizar mais um serviço não só aos seus sócios, tocadores e lajenses em geral, mas também aos visitantes, e daí retirar alguns proveitos para a manutenção dessas instalações.

Outro benefício, ainda no ambito das novas tecnologias da Informação, seria o Município disponibilizar para acesso gratuito, o sinal de internet em WI-FI, no perímetro das Lajes, como o tem vindo a fazer alguns municípios.

Aqui ficam estas duas sugestões.

publicado por sim às 11:17

03
Fev 10

Duas boas notícias temos a dar, sobretudo aos lajenses que residem no exterior.

1. A Câmara Municipal procedeu à asfaltagem do Ramal de Saída da Vila.

Há muito se impunha este melhoramento não só porque o piso encontrava-se degradado, mas porque é uma das entradas no velho burgo picoense.

Lajes do Pico, há meses que defendeu esta medida mas os responsáveis de então fizeram ouvidos de mercador.

Tarde é o que nunca chega e cabe-nos mencionar este benefício.

 

2. O Restaurante Lagoa vai prosseguir a sua actividade, iniciada nos finais dos anos 70 pelo Gilberto.

Um empresário jovem e corajoso pôs mãos à obra e apostou na reabertura daquele tradicional espaço de restauração.

É sinal de que há ainda gente nova que acredita que vale a pena desenvolver a nossa terra.

publicado por sim às 18:28

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
19
20

21
24
27

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO