Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

26
Set 06

O Sítio do Município das Lajes, http://www.municipio-lajes-do-pico.pt constituiria um precioso meio de divulgação e comunicação se os seus responsáveis tivessem a noção da importância desse meio de comunicação.

Para tanto, importa que seja, noticiosamente, actualizado de molde a não continuar a destacar, na página principal, a inauguração, o ano passado, de um recinto desportivo que, ao que parece, pouca utilização tem... 

A Câmara tem o direito e o dever de divulgar as suas realizações, mas não pode menosprezar  os leitores do "site", que é suportado por dinheiros públicos. Esta uma situação que tem de ser revista. Outra, prende-se com os serviços que se deve disponibilizar através das novas tecnologias da informação. Quando a palavra de ordem é simplificar a burocracia, o nosso Município nada faz para disponibilizar, formulários para que os cidadãos acedam, electronicamente, aos serviços e licenças camarárias. (é curioso notar que desde 2004 não foi produzida pela câmara regulamentação concelhia! Parou-se antes das eleições!). O exemplo bem conseguido de outros municípios, de que realço a Câmara de Pombal (http://www.cm-pombal.pt , deveria ser seguido para bem de todos nós. Actualizar o "site" apenas com a informação das fitas que correm no auditório é pouco, Muito Pouco e dá bem a noção das prioridades e preocupações do Município...

Nada que não se espere de quem teve a ousadia de CORTAR a internet a alguns funcionários, como se a sociedade da informação fosse um crime de lesa câmara!... e a liberdade de expressão e de opinião fosse um pecado capital de funcionários, descontentes, como muitos cidadãos, da governação camarária!... Felizmente, não há machado que corte a raíz ao pensamento e, mais cedo do que se pensa, quem com ferros mata com ferros morre. Vão, por isso, ficar nos anais desta terra, os nomes dos tiranos, que um dia se lembraram que poderiam domesticar pessoas, como se adestra animaizinhos de estimação...

Somos gente digna, de antes quebrar que torcer. Quem não percebe isto, não entende o voto em liberdade, nem a importância da oposição, nem o direito à contestação e indignação, nem o que é a democracia.

Restitua-se, portanto, o poder ao povo, que ele é soberano!

publicado por sim às 23:14


As políticas seguidas pelo poder de Sara Santos envergonham-me. O corte da Internet aos funcionários é apenas uma gota de água.

Não é só pela dissimulada delegação de poderes realizada no seu Chefe da Gabinete e marido, como pela linha de governação que esse mesmo Chefe de Gabinete e marido veio impor no nosso concelho, recriando uma Câmara Municipal à sua imagem e feitio, desligada dos Lajenses e daqueles que são os reais interesses dos que cá vivem.

Nós não queremos uma autarquia em que é o Chefe de Gabinete que governa a seu belo prazer. Nós não queremos, nem aceitamos que alguém que, por beneficiar da relação pessoal com a Presidente da Câmara, não vivendo cá, não tendo horário de trabalho, das Lajes faça simples destino de obtenção de um vencimento mensal e local onde possa exercitar aquilo que durante anos leu em livros e viu outros exercerem.

Além disso, um Chefe de Gabinete que ataca directamente aqueles que lhe dão de comer: os Lajenses.

É uma vergonha.

Vejam até que está para breve a criação de uma empresa municipal, cujo objecto estatutário será, nada mais, nada menos, do que: CULTURA. Uma vez mais e repetidamente: CULTURA. Haverá maior símbolo cultural do que o acesso ao conhecimento mundial proporcionado pela Internet?

Numa aparente satisfação de interesses que se confundem com caprichos pessoais e familiares, todo um concelho é arrastado rumo a um futuro de fachada, assente em bases muito frágeis, um futuro do faz de conta…

Faz de conta que somos cultos, faz de conta que bebemos e comemos cinema e teatro, faz de conta de conta que somos ricos e que podemos esbanjar em festas e jantaradas, como aquilo em que se transforma as Lajes durante a Semana dos Baleeiros, faz de conta que o ano, os 365 dias, se resumem a 7, os exactos dias dessa última semana de Agosto. Faz de conta...

Revistas, teatros, boletins, cinema, espectáculos e festas: para quem?

Por tudo isto, subscrevo os comentários aqui transcritos. Para o chefe de gabinete uma única solução: o seu afastamento. Na minha opinião, este Chefe de Gabinete nada de bom trouxe ao concelho, para além do conflito social e de um clima de crispação permanente.

O povo das Lajes não merece este marco negro na sua história.
Zé da Rua Nova a 29 de Setembro de 2006 às 15:09

Tiro o chapéu ao autor deste comentário. A verdade dura. Muito bem redigido. Parabéns.
Anónimo a 30 de Setembro de 2006 às 00:48

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

17
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO