Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

17
Dez 06

Face a esta notícia que saíu recentemente na comunicação social, importa perguntar qual o destino da casa dos Botes da Lagoa de Cima cujo tecto já abateu e que dá um péssimo aspecto da nossa principal procura turística.

Que pensa a Comissão Regional de protecção e preservação do património baleeiro fazer com aquele barracão? Adqwuiri-lo também e destiná-lo a fins turísticos e patrimoniais ou outros? Não haverá nenhum privado que projecte para aquele espaço uma utilização condigna?

Já agora aqui fica a notícia retirada de http://www.acores.net

"O Governo Regional dos Açores adquiriu, por cerca de 60 mil euros, dois dos antigos barracões de botes baleeiros existentes na vila das Lajes do Pico, ilha açoriana com maiores tradições na caça à baleia.


As duas estruturas, compradas ao abrigo da política governamental de preservação e valorização do património baleeiro regional, pertenciam às sociedades baleeiras “Sociedade Baleeira Venturosa Lajense” e “Sociedade Baleeira Liberdade Lajense”.

Coma sua aquisição, o executivo regional teve em conta, também, as expectativas da população local relativamente à requalificação e reutilização para fins lúdico-desportivos e museológicos de ambos os imóveis.

Na sequência da compra, o Governo Regional propõe-se estabelecer com o Clube Naútico das Lajes um protocolo de cedência, com o objectivo de promover a requalificação, reutilização e dinamização desses espaços.

As Casas dos Botes da Lagoa, nas Lajes, datadas dos finais do séc. XIX, constituem, à semelhança do conjunto actualmente reconvertido no Museu dos Baleeiros, um testemunho de grande valor patrimonial e documental para a história da baleação e para a construção do imaginário local e regional.

ver também: http://lajes.blogspot.com

 

publicado por sim às 21:28

Segundo consta a casa dos botes junto à casa do José da Emília não está inscrita no registo predial, o que impede que os sócios possam provar serem seus proprietários. A solução poderá passar pela prova de uso capião, que, para ultrapassar dificuldades, poderia ser registada pelo gerente da sociedade. Mas o que tarde para que tal se faça?
Receio dos sócios? Ou esperam que a casa caia no chão para depois nem um tusto receberem? Nessa altura, haverá alguém que tomará posse adminsitrativa do prédio desmoronado e dar-lhe-á o uso que bem entender...
Antes que tal aconteça, faça-se alguma coisa, pois assim como está não abona em favor das Lajes.
mouraria a 18 de Dezembro de 2006 às 15:35

Como está, é uma tristeza, ou se preferirem, vergonha. De cima vê-se bem o telhado completamente desfeito, e numa zona balnear que se pretende chamativa, é no mínimo, repelente.
É urgente reabilitar aquela casa, não deixar que caia de podre.
joseaugustosoares a 18 de Dezembro de 2006 às 15:54

A ineficácia é motivada pelo facto de este espaço estar tutelado por diferentes instituições pertencentes a diferentes partidos políticos que ainda por cima regem a sua actividade numa lógica competitiva e provinciana tipo futebol.

Sem a participação dos cidadãos associados com bons propósitos e muita pressão não chegaremos lá!
Anónimo a 20 de Dezembro de 2006 às 15:21

O Clube Náutico tem nova direcção.

Estou certo que essa nova direcção tem em vista um projecto capaz de dignificar um património por demais valioso para ser votado ao abandono que todos conhecemos dos útlimos anos.
Anónimo a 20 de Dezembro de 2006 às 21:39

FICOU MAL O POSTAL DE NATAL

Como previsto, o Postal de Natal deste ano foi feito pelos amigos do chefe, da Mil ideias em Évora, ficando provado que esta gente mesmo na quadra natalícia não engorda só com bolo-rei...

Tratando-se de uma altura tão especial, aquando se protagoniza um mundo melhor e mais justo para o futuro das nossas crianças, poderia a Câmara Municipal das Lajes do Pico ter convidado os alunos das escolas deste Concelho a realizarem esta postal, investindo na participação daqueles que queremos que um dia não abandonem a nossa terra.

Mas ideias como esta e a longo prazo para quê? não dão dinheiro ao chefe!
O chefe não veio tratar da nossa cultura; veio tratar de si próprio!
Anónimo a 21 de Dezembro de 2006 às 10:09

Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

18
19
20
22
23

24
25
26
28
29
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO