Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

31
Dez 06

No dealbar do novo ano de 2007, auguro aos residentes e naturais do nosso concelho e da Vila das Lajes do Pico, as maiores felicidades.

Que cada lajense, dê o seu melhor, construindo a paz na sua família e no seu grupo de amigos.

Que os responsáveis locais e concelhios, tenham a clarividência e humildade de aceitar as melhores propostas, com vista ao desenvolvimento do bem comum das populações que dizem SERVIR, recusando projectos megalómanos, extemporâneos e desadequados às necessidades reais dos nossos concidadãos.

Que os jovens lutem e labutem por um lugar ao sol e não desistam de dar o melhor de si próprios à terra onde nasceram, construindo o seu futuro.

Que os empresários, os agricultores, pescadores, os trabalhadores por conta de outrem, os professores, os funcionários públicos e os reformados, não desfaleçam nas suas tarefas diárias e se empenhem em contribuir com as suas iniciativas para o crescimento económico da nossa terra.

Que todos os LAJENSES, usando os seus direitos de cidadãos exerçam a liberdade de propôr e de exigir aos seus governantes que exerçam bem o poder que lhes foi delegado temporariamente, em favor dos demais e não em proveito próprio e das suas ambições pessoais.

Se todos contribuirmos com o melhor de nós próprios, O CONCELHO DAS LAJES DO PICO MUDARÁ PARA MUITO MELHOR.

 ver foto: http://lajes.blogspot.com

 

publicado por sim às 02:56

Faço meus os desejos do autor deste Blog:
- QUE CADA LAJENSE, DÊ O SEU MELHOR, CONSTRUINDO A PAZ NA SUA FAMÍLIA E NO SEU GRUPO DE AMIGOS".
e acrescento:
que no ano que se aproxima haja mais respeito, mais compreensão e se entenda de uma vez por todas, que liberdade não é "libertinagem" e, assim, teremos , na realidade,um ANO DE PAZ ENTRE TODOS OS HOMENS, cumprindo-se a mensagem daquele que festejamos nesta quadra natalícia.
lajense longe a 31 de Dezembro de 2006 às 13:23

Não será «só» com o Passeio Marítimo e o «mamarracho» do Teatro Municipal que se irá desenvolver o concelho. Acho que as grandes opções passariam por uma melhor visualização da globalidade e desenvolvimento «harmónico» proporcionando uma fixação dos jovens e nunca incentivando-os a procurara uma melhoria de vida na emigração, em outros concelhos e noutras Ilhas É necessário e urgente que a Presidente da Câmara seja «ela mesma» com visão das Lajes e não a «outra», esposa do seu Chefe de Gabinete que apenas e só ali veio para gozar com ela e por tabela com todos nós, porque afinal de contas quem sai à terça e regressa à sexta, não pode ser um Chefe de Gabinete, mas apenas um fazedor de textos à pressa para serem publicados na página autárquica, do jornal «O Dever» levando a «chancela» da Presidente. O dinheiro que vai ser despendido com o passeio marítimo e com o Teatro Municipal e já agora com a CULTURPICO, dava para comprar terrenos e construir habitações de renda resolúvel para os nossos jovens, porque o resto viria por acréscimo. Os empresários aqui investiriam e criariam a «riqueza necessária» para fixar a população jovem promovendo empregos. Assim continuamos a regredir e o «crescimento económico» não terá qualquer viabilidade.
Escritor a 3 de Janeiro de 2007 às 14:23

COMPLETAMENTE DE ACRODO COM ESCRITOR
Anónimo a 11 de Janeiro de 2007 às 10:11

Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

18
19
20
22
23

24
25
26
28
29
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO