Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

28
Jul 07

Este é o caminho (?) de acesso ao Parque de Campismo.

A parede do recinto está em construção - o que já deveria ter sido feito, enquanto o parque estava desocupado! - e as pedras enchem a canada, sem a mínima atenção e delicadeza pelos transeuntos. Que pensarão eles, na sua maioria visitantes estrangeiros, habituados à colocação de sinais e de proteção diurna e nocturna?

Procurámos uma placa, pedindo "desculpa pelo incómodo, prometemos ser breves" e só encontrámos grandes pedregulhos!

Lamentamos ter responsáveis autárquicos, insensíveis a pequenas-grandes coisas que fazem a diferença de uma localidade que, nesta época do ano, e por falta de capacidade hoteleira, acolhe os forasteiros no seu parque de campismo.

Se fosse um qualquer particular a proceder assim, tinha logo um fiscal à pedra, uma carta, um aviso para pagar uma multa.

Que a Câmara proceda como exige aos munícipes e tudo estaria diferente. Para melhor, claro!

 

http://lajes.blogspot.com

 

http://lepratecoma.blogspot.com

 

publicado por sim às 18:37

Julgo que é necessário um pouco de prudencia.
As obras tem de se fazerem. O que se verifica é falta de profissionalismo de quem lá trabalha. O que ali se ve são pedras e terra que lá já não devi estar.
Tanta falta de...há outras coisas mais prementes a reclamar.
É triste para quem está longe ver estas mesquinices que se passam na nossa terra.
anonimo a 29 de Julho de 2007 às 00:10

Qual falta de profissionalismo????? coitados dos trabalhadores, só fazem aquilo que "alguém " manda.

Falta é sentido de gestão! É mesmo preciso chegar a Agosto para fazer este tipo de obras?
Anónimo a 30 de Julho de 2007 às 10:32

Tem toda a razão. Porque que é que as obras do museu só começaram agora?
Há tanto planeadas e foi preciso esperarr pelo mes de Agosto?
Apetece-me dizer como ouvi há muitos anos ao ratão de uma dança da Ribeirinha:"TANTO A FILHA COMO A MÃE COBREM-SE COM A MESMA MANTA"
anonimo a 1 de Agosto de 2007 às 22:15

Após a adjudicação das obras à empresa, esta começa-as quando entender e é natural que o faça quando o tempo é melhor. O que importa é que cumpra os prazos a que se obrigou na assinatura da adjudicação da empreitada. Mais nada!!!
boca do caneiro a 2 de Agosto de 2007 às 19:20

Parece haver algum desmazelo crónico nas obras públicas. São, na verdade, pequenas coisas que fazem, no seu conjunto, alguma mossa. Há que arregaçar as mangas e alindar a vila.
PS- Quem é verdadeiro lajense e está longe quer estar devidamente informado.
Basalto Negro a 29 de Julho de 2007 às 19:07

Mas pedir desculpa porquê? Que tem isso a ver com a Câmara? Eles coitados, nem sabem o que fazem. Há que lhes ir dando o desconto e ver que quem tem alta qualificação em área cultural na Presidência (na cadeira ou na sombra) não consegue dar conta de todos os recados. Um brinde ao Chefe!
Zé da Ribeira a 1 de Agosto de 2007 às 14:54

O mais chocante é que este post foi feito sábado e desde então as coisas estão como estavam há 5 dias. Nem uma pedra retiraram da canada. Parece impossível. Não há nervos que resistam a tamanha desfaçatez. Pouca vergonha na cara tem esta gente.
lagoa a 2 de Agosto de 2007 às 19:23

Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO