Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

31
Ago 07

            O novo campo de jogos das Lajes do Pico, esteve parado durante cerca de três semanas.

            Ao contrário do que afirmou a vereadora para a cultura, a paragem ficou a dever-se ao não pagamento ao empreiteiro do montante devido pelos autos de medição da obra.

            A Câmara satisfez os seus compromissos e o empreiteiro recomeçou, tendo já encomendado o piso sintético que terá de ser financiado também pelo município a tempo e horas. De contrário, as obras voltam a parar.

            Apesar de a vereadora da cultura, ter afirmado que o novo campo estaria pronto em 15 de Setembro, tal não irá acontecer. Nem em 15 de Outubro, pois a Câmara pretende que o recinto de 100X60,  disponha também de 2 traçados para futebol de 7.

            Há quem pense que o recinto disporá de piscinas de manutenção, o que seria desejável e útil. Mas a edilidade não decidiu nada, como também não se sabe onde ficará o necessário parque de estacionamento. Onde vão estacionar as viaturas?

            Tudo deveria estar projectado antes do concurso para que as OBRAS A  MAIS não duplicassem o custo do empreendimento que deverá rondar 1 milhão de euros.

            Para quem não tem dinheiro e recorre sistematicamente a empréstimos, esta não é uma boa gestão.

            E ainda se apregoa que, no próximo ano, serão lançadas a concurso as obras do Passeio Pedestre entre a Fábrica da Baleia e a Lagoa de Cima e o Teatro, junto à casa da Maricas Tomé.

            Não há quem trave as loucuras de uma gestão camarária que gasta mais em pessoal e em coltura que em infra-estruturas para o desenvolvimento do concelho?

            Mais explicações a dar    

            -Quantos dias e horas trabalha por semana, na Câmara, o assessor Carlos Machado?

            -Por que razão a Câmara só convidou empresas de Évora para mobilar a Fábrica da Baleia?

            -Carlos Machado é ou não sócio da empresa Mil ideias?

            -Houve ou não um empresário francês que manifestou à Câmara o seu interesse no     projectado campo de golfe?

            -Que lhe respondeu o Município?

            -Está ou não a Câmara interessada na construção do novo hotel do Mistério?

            -Que esforços tem feito, junto de entidades governamentais para que o projecto avance?

           

            Sente-se uma insatisfação generalizada na população, mesmo nos visitantes que  condenam o atraso do concelho, que conduz ao seu envelhecimento. Esta situação, preocupa a Edilidade, ou esta continua “orgulhosamente só” a impôr as suas “loucuras”?

            Quando o poder, qualquer que ele seja, não responde aos legítimos anseios do povo e não toma as opções mais adequadas aos tempos que correm, destinando os dinheiros públicos para projectos desajustados, o melhor que há a fazer é destituí-lo, se os seus detentores não tomam  a atitude correcta de demitir-se. É um acto cívico em democracia, tão digno como o exercício do voto, desde que recorrendo a meios legítimos.

publicado por sim às 17:32

Penso que estes blogs poderiam ser um local onde eleitos e eleitores poderiam estreitar os seus laços, dado a sua democraticidade e liberdade de expressão. Contudo, constato que aqueles, uma vez eleitos se retraem, como disse alguém não é lugar para discutir, talvez na sacristia...
Á primeira vista, parece portanto que os eleitos desprezam ou receiam os eleitores. Mas porquê, se quando há eleições esforçam-se por captar as atenções destes, por vezes com ataques ridículos, veja-se o caso dos ataques ao percurso académico da actual Presidente da Câmara. E os exemplos seriam muitos...
Não são os eleitos os primeiros a se queixarem da apatia e falta de participação/votação dos eleitores?
Porque até acredito que estes estão interessados em mostrar trabalho feito, então porque torcem o nariz aos blogs? Não vejo insultos, antes pelo contrário, quando algum comentário é mais contundente, estes são eliminados, com já aconteceu com alguns dos meus comentários. Será que esgotaram as ideias, não trabalham, ou tem por meta apenas a defesa intransigente das suas mordomias principescas?
Saúde-se, então um vasto conjunto de políticos no activo, que já perceberam as vantagens dos blogs e da participação popular, dinamizando, alguns blogs, imagine-se de referência a nível nacional: o abrupto, bicho carpinteiro, o arrastão entre outros.
Paulo Pereira a 1 de Setembro de 2007 às 20:47

E ainda há quem acredite no que dizem os membros deste executivo camarário. Santa ingenuidade. A verdade é que se essa menina disse que a inauguração era a 15 de Setembro, talvez não tenha faltado à verdade porque ela também não disse que era em 2007, podia estar a refereir-se a 15 de Setembro do próximo ano, e ainda assim é com muita sorte.
Acho muita graça quando ela sugere no jornal "O Dever" com aquele tom que deixa logo imaginar o ar angelical com que sempre se apresenta, que é necessário as pessoas deixarem de criticar e o ideal seria dialogar, que até às vezes lhe apetece deixar cair uma lágrima em consequência das críticas que são feitas. Por acaso aceitam as sugestões, não raras vezes feitas, e com muita razão. Por acaso, alguém lhe apontou uma arma à cabeça, para aceitar tal cargo se isso a deixa assim infeliz? Julgo que não, mas a verdade é que é muito cómodo estar em casa ao contrário de ter que se deslocar um ano lectivo para a Horta, onde deveria estar a dar aulas.
Enfim, coitadinha, que peninha que tenho dela e do restante "staff" camarário.
Relativamente ao Sr "sem abrigo" , ainda não viram a trabalheira que ele tem em andar cá e lá? E depois da senhora sua esposa deixar o cargo veremos como ele se põe a milhas e a manda dar uma volta ao bilhar grande. Quem sabe nessa altura ela já tem ao lado da casa da "Maricas Tomé" o edíficio pronto para a apresentação de peças de teatro e ela encena a sua própria peça intitulada "FORTUNA FEITA À CUSTA DE UMA POBRE DE ESPÍRITO".
cristiana santos a 1 de Setembro de 2007 às 22:02

Se era isto a grande bomba que se anunciava foi muito fraca pois é apenas mais do mesmo.Sempre o mesmo assunto e com meias verdades era bom perguntar ás pessoas certas sobre os assuntos antes de se dizer algumas asneiras.
Anónimo a 2 de Setembro de 2007 às 18:04

"O novo campo de jogos das Lajes do Pico, esteve parado durante cerca de três semanas.", pois meu amigo posso lhe dizer abertamente que o campo reduziu a mão de obra porque o Empreiteiro teve outra obra para entregar....
(Ao contrário do que afirmou a vereadora para a cultura, a paragem só ficou a dever-se ao não pagamento ao empreiteiro do montante devido pelos autos de medição da obra)Mas a Senhora Vareadora também sabe que se fosse só por causa dessa razão não se tinha feito as piscinas das Ribeiras, Forte de Santa Catarina, Fábrica da Baleia, muros da Almagreira, etc.
A Câmara satisfez os seus compromissos!!!!!!!
De contrário, as obras voltam a parar.!!!!!!!


O Cubridor a 5 de Setembro de 2007 às 01:35

Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO