Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

05
Nov 07

Encontrei este pedaço de promoção da recuperação do Castelo das Lajes, no conhecido e muito lido blog de José Pacheco Pereira. Foi no dia 1 de Novembro e pode ser recuperado em http://abrupto.blogspot.com

"

(JPP)

MOMENTOS EM TEMPO REAL: EXTERIORES

Hoje. Usando o Abrupto como janela.



Recuperação de um antigo forte militar em Lajes do Pico: Forte de S.ta Catarina. Do existente pouco havia, apenas uma ruína em muito mau estado. Sem falsas máscaras históricas (re)fez-se o antigo conjunto de ameias, que eram 7, utilizando antigas travessas dos caminhos de ferro. Pinho nacional. E é Nacional; E é bom... (Rui Pinto) " 

 

Seria de toda a conveniência que outros projectos da Câmara das Lajes e do Governo Regional também, viessem a público com as explicações adequadas para o necessário e democrático debate de opiniões, antes de serem executados e não após o termo da obra.

Sem medos, nem rancores, com a maior abertura às ideias dos outros. Só os ditadores é que têm medo do pensamento e da liberdade dos demais, por isso cortam-lhes o pio, encerram-nos em cativeiros ou cumulam-nos de benesses e promovem-nos a heróis nacionais.

 

 

publicado por sim às 13:00

Vamos lá a ver se entendi.

É ou não gratificante verificar que Pacheco Pereira publica no seu "Abrupto" algo relacionado com as Lajes do Pico, onde se calhar, nunca esteve?

Por mim, é.

E pouco me importa se a "promoção" é feita antes, durante ou depois de as obras estarem concluidas.
Aliás, goste-se ou não do resultado final, será sempre preferível ao abandono e desprezo a que durante décadas, o Forte esteve votado.
E ouvi poucos protestarem por isso.
jose augusto soares a 6 de Novembro de 2007 às 13:21

Caro JAS só o facto de referir a entrada no blog do Pacheco Pereira da recuperação do castelo de sta Catarina, já é valorizar a notícia e o projecto. O que proponho é que outros projectos venham para discussão pública, como outros por esse país e região fora. Ganhava a democracia e ganhavam os arquitectos, projectistas e poderes. É só isso que quis valorizar e não criticar, como está bem explícito.
lajense a 6 de Novembro de 2007 às 16:07

Apenas um senão. Foi pena que não se tivesse conservado a muralha em vez de colocar lá toda aquela madeira que o mar já emborcou. Se fosse a pedra com a cornija talvez tal não tivesse acontecido, mas ... quem sou eu?
Melhor sinalização do local é urgente colocar, para todos saberem onde se encontra...
Anónimo a 6 de Novembro de 2007 às 17:45

Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO