Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

04
Dez 07

Aos poucos e poucos o porto de recreio vai tomando forma.

A bacia interior da Lagoa está a tornar-se pequena para as actividades que aqui se pretende possam coexistir: o porto de pescas, rampa de varagem, a actividade de whale-watching e o porto de recreio. E ainda faltam as casas de aprestos que tardam a chegar e são muito necessárias.

Deve começar a pensar-se já em aproveitar a nova baía resultante da muralha de defesa, fora da boca do caneiro, pois já são escassos os espaços de movimentação de todas estas actividades.

O que aconteceu no Verão, com a descarga de bonitos, foi o reavivar da importância estratégica do porto das Lajes, no sul do Pico.

Quem projecta o futuro deve perceber que a criação de condições e de infraestruturas gera novas e inevitáveis actididades e dinamismos.

 

http://lajes.blogspot.com

 

 

 

publicado por sim às 20:59

Realmente só é cego quem não quer ver. O espaço de manobra vai tornar-se exíguo para as actividades que se irão desenvolver neste Porto num futuro muito próximo. Será que os 200 mil para a orla costeira vão contemplar o espaço exterior da Lagoa porque agora é mais um espaço que não deve ficar desaproveitado? Estou convicto que o Governo Regional não vai estar insensível a mais este anseio dos Lajenses.
Olho Vivo a 5 de Dezembro de 2007 às 14:05

Julgo que no espaço exterior da Lagoa poderiam fazer um cais acostável ( pelo lado de fora) para barcos de algum porte, tais como traineiras, transmaçor etc.
josé manuel medina a 5 de Dezembro de 2007 às 17:17

No seu último artigo em (http://www.picoazores.com/artigos/index.php?PHPSESSID=34b61038518084e743717df9357d1df1) o nosso deputado, e digníssimo ex-presidente, dirige-se a uma estranha plateia. Pretenderá realizar outros voos?
Possivelmente o de futuro Secretário Regional. Mas, uma vez que haverá PS durante mais quatro anos, será, então, o de ex-futuro Secretário. O artigo também se adequa bem ao cargo de futuro deputado europeu. Se o aparelho partidário, no próximo escrutínio, der a vez a um micaelense ou terceirense, caber-lhe-á então o lugar de ex-futuro deputado europeu.
Nada que o actual deputado desmereça ou lhe falte em talento, sejamos francos. Mas isto de ocupar um lugar e ter a cabeça noutro...
Contudo, uma coisa parece certa, as preocupações com a explosão demográfica não dizem respeito à ilha que o elegeu. O Pico precisa-se, isso sim, de mais crianças. Também, as alterações climáticas, o CO2, o efeito estufa, a falta de petróleo, a ameaça de fome na Índia, não me parecem lá muito enquadradas com as preocupações da população votante.
Resta o assunto estar relacionado com a quadra natalícia. Mas, com tanta preocupação de ocasião com os mais necessitados, os que passam fome durante todo o ano, não correrão estes um sério risco de agora terem uma grande indigestão?
Paulo Pereira a 6 de Dezembro de 2007 às 03:39

Isso era ouro sobre azul. Medina, mas não será nem para os meus nem para os teus dias. Estamos subjugados e votados ao abandono. Só se lembram de nós depois de todos os outros estarem fartos...
Olho Vivo a 6 de Dezembro de 2007 às 19:06

Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO