Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

04
Jan 08

O Jornal "Ilha Maior" publica na edição desta semana uma notícia sobre o Plano e Orçamento do Município das Lajes,- o maior orçamento de sempre - e os projectos que a Câmara pretende efectuar em 2008: caminhos, reparação de Escolas, pavilhão gimno-desportivo e edifício para a filarmónica na Piedade, parque de estacionamento e Jardim no campo de futebol da Vila e algumas obras mais são os empreendimentos previstos.

Para 2009 ficará o muito contestado Teatro junto à casa da Maricas Tomé que, embora o Governo diga manter interesse em recuperar para serviços públicos, só daqui a um ano é que a Câmara tomará conta do imóvel caso o executivo não cumpra a sua palavra.

Mais uma vez, sabemos pelo jornal de outro concelho os projectos municipais das Lajes, aprovados na última Assembleia Municipal.

Por outras palavras, a Câmara que mantém e paga, semanalmente uma página no jornal O DEVER, não a utiliza para informar os seus munícipes e também não o faz no seu site, o que se lamenta e critica veementemente.

A propósito do site do município das Lajes ( http://www.municipio-lajes-do-pico.pt )onde a presidente da Câmara afirma

Vejamos: da Semana dos baleeiros e do Festival Baleia de Marfim, os programas e notícias são de 2006!!!... Nos equipamentos, refere-se que a Fábrica da Baleia, cujas obras de recuperação estão terminadas, tem o início das actividades previsto para 2007!...Do Teatro Municipal, cujas obras a Presidente afirma irem começar em 2009, diz-se: "Previsão de início de funcionamento: Verão de 2009"!!!

Do passeio marítimo, anuncia-se no site da Câmara: "Previsão de início de construção: Junho de 2007 (primeira fase)"!!!

Sobre o campo de Jogos, em fase final de acabamento, mostra-se uma foto de antigamente, apenas do espaço onde está implantado e diz-se, pasme-se!:"Previsão de conclusão: Maio de 2007"!!!

O próprio Boletim Municipal não tem melhor sorte no site da Câmara. A última que lá está respeita a Março-Abril do ano passado. E do elenco da Assembleia Municipal ainda consta o prestável cidadão, falecido em Agosto, Leonildo Machado, que, pelos vistos, não foi substituído.

Enfim, que mais dizer do site da Câmara das Lajes do Pico?

Que revela uma total falta de compreensão pelas virtualidades das novas tecnologias e um desprezo pelos visitantes do site.

Aliás, é deprimente comparar as funções e facilidades que oferecem aos cidadãos sites de outros municípios com o site oficial do nosso concelho. Nem uma acta da Câmara ou Assembleia, nem uma aprovação, nem um aviso, uma postura ou um formulário de um requerimento, nem uma notícia de realizações municipais... NADA!!! Filmes, exposições, livros à venda, como se a Câmara fosse um Quiosque de Avenida...

Muito pouco, para tão grande orçamento!

ter "mais uma possibilidade para continuarmos este diálogo" com os cidadãos, nada de novo se encontra. Pior, o que existe está ultrapassado no tempo e completamente desactualizado.
publicado por sim às 23:41

O jornal publica uma noticia. Porque é que o jornal O Dever não publica essa noticia? A culpa de quem será? Não deixa de ser uma noticia que o Ilha Maior aproveitou,para demonstrar que nos outros concelhos se irão realizar grandes obras.
Estou longe e calmamente a analizar tudo isto.Porque será que os Lajenses são uns lepras? Sempre foram e sempre serão.
Não atiremos a primeora pedra.
Temos é que nos unir.Para nos enfraquecer bastam os outros e alguns dos vizinhos concelhos.
anonimo a 5 de Janeiro de 2008 às 21:40

Lepras ou Lorpas? Em que é que ficamos?
... "Os lajenses sempre foram e sempre serão".
Assim, como havemos de nos unir?...
Nunca visitei o site da Câmara Municipal mas se as coisas se passam assim, como descreve o autor do blog, temos de concordar que ninguém sai prestigiado. Pode ser que com uma crítica construtiva, tudo se componha.
Na verdade, imperdoável a falha de "O Dever" que antes de ser da Ilha e sendo da Ilha, não pode deixar, em primeiro lugar, de ser das Lajes até porque os outros Concelhos também têm os seus Jornais.
artur xavier a 6 de Janeiro de 2008 às 00:23

União sim, mas em questões essenciais, em aspectos positivos e actitudes correctas. Quando as situações são negativas, a crítica é útil e ajuda a mudar as coisas. Assim é que entendo a participação cívica e democrática.
boca do caneiro a 7 de Janeiro de 2008 às 12:30

Perante a evidencia das grandes obras que a CMLP está a fazer nas lajes e no concelho, algo sem precedentes, tenta desviar-se a atenção para questões laterais. Este post tinha mais sentido se falasse ou só do plano da CMLP ou só dos problemas da informação (jornais e sites). Misturar ambas é atirar areia para os olhos das pessoas.
Joao Beiçoca a 6 de Janeiro de 2008 às 11:57

Concordo com o comentario anterior
Rua do Saco a 6 de Janeiro de 2008 às 18:55

Como falar do plano se ele só é revelado pelos jornais e de foara parcial/oficial como é o caso do ilha maior? Essa é a questão que se critica no post intimamente relacionada com a utilização que se faz da comunicação oficial através do site do município.
O "beiçoca" ou não soube ou não quiz entender a mensagem. Está no seu direito, mas daí surge esta minha crítica.
vigia a 7 de Janeiro de 2008 às 12:34

A estratégia de comunicação da Câmara, quer pelo seu Site quer pelo Boletim Municipal, está directamente relacionada com as acções e obras em curso. E a inversa é também verdadeira.

A questão levantada por este blog não parece “mandar areia para os olhos” a ninguém, pois os reparos são até pertinentes – um site municipal que mais parece propaganda de uma editora ou a página da Associação dos estudantes da Universidade de Letras.

Sem areia mas com lodos muito movediços, encontram-se, pois, os interesses pessoais do responsável dessa estratégia.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2008 às 10:20

Falta dizer na notícia doIlha Maior que o PS votou contra o plano camarário, acusando-o a Câmara de falta de ideias e de projectos próprios. Que esta Cãmara vive num mundo de fantasias e que foi aprovada uma proposta do PS com votos do PSD propondo a redução para 2% do IRS dos residentes no concelho, à semelhança do que acontece noutros concelhos igualmente desertificados.
Só lamento que o PS das Lajes não tenha também, já que o site da Câmara não é acessível à opinião da oposição, um site ou um blog oficial onde manifeste as suas ideias aos munícipes. A democracia se não fôr activa, transforma-se numa oligarquia ou ditadura e esse foi o cenário deste país durante mais de 40 anos.
Lagoa a 7 de Janeiro de 2008 às 12:41

No PS só sete vogais votaram contra, um absteve-se e o outro faltou. Os vereadores também se abstiveram.

Afinal o escriba da "Rua do Saco", está muito bem informado. Porque não faz ele um blog com este nome e põe cá para fora tudo o que sugere o "Lagoa"?
Anónimo a 7 de Janeiro de 2008 às 20:17

Afinal tinhamos razão! Após meses sem uma única notícia, o sítio do Município das Lajes exibiu esta tarde a seguinte notícia:
"CAMINHOS NOVOS NO CONCELHO
Um objectivo cumprido
GRANDE OBRA MUNICIPAL DE REPAVIMENTAÇÃO DA REDE VIÁRIA
Em Novembro de 2007 teve início a empreitada de grande repavimentação de arruamentos do Concelho, onde se incluíram, numa extensão de cerca de 12 quilómetros, Caminhos municipais nas Freguesias da Ribeirinha (Canada da Tenda, Caminho Novo, Ramal da Baixa e Caminho da Baixa), Piedade (Caminho do Miradouro e Caminho dos Fetais) e Calheta de Nesquim (Caminho do Miradouro e Caminho da Feteira). Na continuação desta empreitada, teremos brevemente a repavimentação do Caminho do Arrife, na Freguesia das Ribeiras e do Caminho do Mato, na Freguesia de S. João. Este investimento, superior a 800 mil euros, insere-se num conjunto de intervenções que visa a requalificação da quase totalidade da rede viária concelhia nos próximos 2 anos, tal como estava previsto no Programa de Trabalho deste Executivo iniciado em 2005.
Seguir-se-á ainda em 2008, uma segunda empreitada de reabilitação de outros Caminhos municipais nas várias Freguesias e na sede do Concelho."
Agora só falta actualizarem as datas da conclusão dos empreendimentos, ou pura e simplesmente retirarem-nas.
Será que esse grande trabalho é muito difícil???




o gestor do blog a 7 de Janeiro de 2008 às 19:26

O problema aqui é apenas e só este:

O site não é actualizado, não tem lá actas das reuniões sequer, porque simplesmente não é a Presidente que o paga mas sim todos nós!!! Porque se fosse a ela que saisse do bolso já estava todo actualizado...

Triste terra a nossa!

Venham outros, é que os mesmos também já enjoa. Sangue novo, entre pelas Lajes e a transforme. Chega de mais do mesmo, que durante anos e anos mantem o mesmo género e o mesmo estilo de resolver os problemas da terra, ora porque os orçamentos têm receitas empoladas para justificar as despesas e por isso são irrealistas, ora porque as opções políticas não passam de vira o disco e toca o mesmo. Está na altura, mais que na altura de pensarmos que isto já não vai lá com os mesmos de sempre. A mudança só por si, enquanto palavra, fará bem a muita gente - pelos vícios instalados, pelo despedimento compulsivo do Chefe, etc, etc. - mas principalmente às Lajes.
José da Ribeira a 10 de Janeiro de 2008 às 04:59

http://lajesdopico.myminicity.com/
Anónimo a 10 de Janeiro de 2008 às 23:32

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
23
24
25
26

27
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO