Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

17
Jan 08

O edifício local onde funcionava a lota do porto das Lajes do Pico, foi ontem desmantelado.

A construção do novo porto de recreio a isso obrigou.

Esperava-se que, em sua substituição, fosse instalada outra estrutura, se bem que provisória, adequada ao serviço da venda do pescado. Tal não aconteceu. Será que está nos planos da Lotaçor ou da Junta Autónoma proceder, rapidamente, a essa instalação?

Ou assistir-se-á, contra todas as normas legais e regras de higiene, à colocação do pescado em cima da rampa, como antigamente se fazia?

Às entidades públicas, nomeadamente ao Delegado de Saúde e Fiscalização Económica, compete salvaguardar os interesses da população, dos pescadores, e fazer cumprir a lei.

Não deixemos para amanhã o que deveria ter sido feito ontem.

E já agora: não terão os pescadores das Lajes também direito a casas de aprestos?

http://lajes.blogspot.com

 

 

publicado por sim às 10:20

Farto de apenas ler e comentar posts, achei por bem fazer um. Mas logo me assaltou uma inquietação. O que é que eu, realmente, tenho para dizer?
http://basaltonegro.blogspot.com/

Paulo Pereira a 18 de Janeiro de 2008 às 02:54

AGORA A DESIGNAÇÃO DA EX-JUNTA AUTÓNOMA É "APTO": Administração dos Portos das ilhas do Triangulo e do Ocidente. Quanto à questão, julgo que só se poderá repor algo, depois de concluída a parte de infra-estruturas e não será que esse serviço agora é da responsabilidade da Associação de Armadores da Pesca Artesanal do Pico, que tem viatura própria de recolha de pescado e possivelmente depois do leilão, tem o Entreposto das Ribeiras à sua guarda?
RUI PEDRO AVILA a 19 de Janeiro de 2008 às 17:16

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
23
24
25
26

27
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO