Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

08
Jun 08

 

Clique aqui e veja a notícia oficial da inauguração com foto.

 

 

O Núcleo de Recreio Náutico do Porto das Lajes do Pico vai ser inaugurado hoje às 11h00.

Trata-se de um melhoramento muito importante pois permitiu um ordenamento desta bacia interior e uma melhor arrumação e segurança das embarcações de pesca e de recreio. Trouxe também melhores condições à actividade do whale-watching. Simultaneamente, com o desaçoriamento da Lagoa, embarcações de maior porte e calado poderão acostar às estruturas agora construídas.

Até agora a Lagoa como bacia, não estava aproveitada em todas as suas potencialidades.

Situada a sul, a grande baía das Lajes do Pico, dispõe agora de instalações adequadas para receber embarcações de recreio náutico e outras que aqui venham descarregar o pescado, como aconteceu o ano passado durante a abundante safra do atum.

Enquanto isto, falta concluir o projecto de ligação entre o muro do caneiro e a Muralha de Defesa. E importa também que o espelho d'água formado entre o Caneiro e a Ponta da nova Muralha, tenha maior profundidade e se retire dali as rochas que obrigam à colocação da bóia.Durante os preparativos para a festa, a Rosa Maria sofreu um rombo na pôpa e no casco do lado direito, devido ao rebentamento de um cabo. Um precalço que não se esperava e que obrigará esta lancha com mais de 50 anos de história ligada à baleação, a ter de voltar ao estaleiro.

 

 

 

publicado por sim às 02:02

Já não se fala em marina? é uma vergonha uma obra destas. calaram a boca ao povo e agora vão fazer a grande obra na Madalena, mas há sempre quem defenda o indefensavel.
sequeira a 8 de Junho de 2008 às 11:05

É bem de ver que o nome pomposo de «MARINA» só é concedido às ilhas ex-capitais de distrito. Como a nossa é de 4a. categoria, nem isso pode ser mencionado. Note-se o qual destaque que a Comunicação Social Governamental deu a esta inauguração? Ninguém sabia de nada!!! O compadrio todo estava ciente do que se passava, mas o Zé Pagante, esse só viu em cartazes colados aqui e ali e de muito mau gosto diga-se a propósito o que se passaria no dia a seguir. No que toca aos lugares, eram mais de oitenta e isso está escrito e dito pelo Presidente do Governo, mas...dum momento para o outro passaram imediatamente para menos trinta. Há fotos dos «fingers» com aqueles lugares e com os respectivos cais. Vejo de repente que desaparecem os cais num dos «fingers», para dar lugar à acostagem dos semi-rígidos, (já não se usam em nenhuma parte do Mundo dito civilizado e com turismo a sério) porque de certo que o lobie vindo das bandas da Marselhesa, foi o factor determinante para que mais uma vez fosse alterado (para pior) o projecto que de si já deixou a Baía completamente desordenada e num caos. A ver vamos. Oxalá que não aconteça o que aqui deixo escrito. Mas antes aconteceu a tristeza de ver a «Rosa Maria» içada e logo a seguir embaçada no solo por puro desleixo!? Não sabiam os responsáveis pelo guindaste que os «estrapos» tem o seu prazo de validade e o peso calculado da lancha poderia causar o que ao fim e ao cabo veio a acontecer? Será que a culpa de novo irá morrer solteira? Foram jeitos ou não, o que acontece é que foi delapidado o nosso património e alguém tem de ser responsável. Ou será mais uma vez o Governo, (todos nós ao fim e ao resto), que irá pagar a reconstrução ou vai ser abandonada de vez e terá de se construir uma nova unidade para o Clube Náutico que foi o mais prejudicado no meio de tudo isto, porque era a «sua lancha», a nossa muito «querida Rosa Maria» aqui postada, mas vê-la ao perto causa repulsa, tristeza e raiva! Quanto tempo vai estar agora no antigo campo de futebol em cima daquele «berço»? Perguntas que requerem das entidades responsáveis respostas urgentes e adquadas para não se darem motivos a mais especulações.
Anónimo a 9 de Junho de 2008 às 17:45

Estão todos muito contentes comeram e buberam toda a tarde à minha custa e de todos nós, na nauguração de uma obra de merdinha comparada com as outras feitas na região.
Sequeira a 10 de Junho de 2008 às 00:51

Será que, agora que o sr eng. Cláudio Lopes teve uma carta aberta no jornal dirigida à sua pessoa, recupera o pio e comenta o caso "Chefe"?!??? Ou vai manter-se em silência, tapando com a sua capinha o reboliço que se vive internamento no PSD/Pico?? E a demissão da chefe de divisão da Câmara??? Será sinal de alguma coisa???
Eu que só digo a verdade, a mim está-me a parecer que este caso já esteve mais longe de estar resolvido...
Só digo a verdade! a 11 de Junho de 2008 às 15:47

"Saga na floresta

Como toda a gente sabe , numa floresta há vários animais e aves!
Todos vivem em harmonia e dentro de determinada hierarquia.
Ora, o gavião decidiu sair da floresta, logo, fez pedido ao Rei Leão:
- "Rei Leão, quero sair desta floresta, pois estou farto dos seus habitantes, arranja-me uma floresta onde me sinta bem..."
O Rei Leão depois de pensar no assunto falou com o corvo!
Este, logo se disponibilizou, para assumir o lugar vago do gavião.
A gralha, logo que soube espalhou a grande notícia, que ainda estava a ser cozinhada na panela pelo Rei Leão.
Será que tudo está cozido?
A restante bicharada da floresta ao saber tamanha notícia, e pensando que a culpa era do Rei Leão, logo , desatou em abaixo assinado em prol do gavião.
Será que o gavião vai dizer aos habitantes da floresta, a verdade?
Ou seja, eu, gavião, é que pedi para sair da floresta ao Rei Leão, e ele atendeu o meu pedido e ponto final!
Qualquer semelhança com a realidade é pura ficção! "

Este post do sr Paulo Areias no seu blog teve esta minha resposta que o sr Paulo a Censurou, não a deixou publicar:

"E se não foi o Gaviao a pedir para sair, mas sim o "Camelo" que pediu ao Rei Leao para o Gavião sair".
bocasanta a 11 de Junho de 2008 às 15:49

O que é triste é ver que os padres, ao contrário do que pregam, não se entendem e andam às turras uns com os outros, por motivos nada católicos.
É pena ver o clero novo tão desconjuntado. Pois não são eles que se reunem a nível ilha e ouvidoria e fazem juras de amizade e entreajuda?
beata a 11 de Junho de 2008 às 20:31

Mas afinal o que tem isto a ver com a inauguração?
Anónimo a 13 de Junho de 2008 às 00:52

Viva o Santo António
Maria picareta a 13 de Junho de 2008 às 15:13

O camelo pediu para o gavião sair?
O que tem duas bossas e muito pêlo?
Anónimo a 13 de Junho de 2008 às 16:26

Mas o camelo anda no deserto, nunca na floresta.
Não será que o anóniumo faz parte do dois porquinhos que foram falar com o rei leão?
anonimo a 15 de Junho de 2008 às 01:44

De facto não vejo o que estes comentários tem a ver com o post . Mas já agora e que estamos a talho de foice, ja há alguns anos que o camelo vem anunciando a sua saída será que o Rei Leão não ouve bem do lado que este fala, nao será melhor ele mudar d posição da próxima vez que falar com o Rei. Sera que fala a serio sem intriga porque é uma grande vergonha os padres não se entenderem e deixarem transpirar cá para fora essas poucas vergonha que na levam a lado nenhum. Delapidar o património humano, porque desgasta, das comunidades eles sabem agora agir em conformidade como Evangelho esta um pouco difícil .
tagarela a 15 de Junho de 2008 às 12:08

O que o Governo Regional pretendia fazer na nossa ilha…
(in Plano Regional Anual 2008 – aprovado a 29 de Novembro de 2007)


Realização de melhoramentos em infra-estruturas e equipamentos portuários.
(15.000 euros). Melhoramentos no porto de pescas da Manhenha
(reabilitação do porto de S. Roque do pico – investimento total 7.600.000)

Reordenamento do porto da Madalena
Início da construção do cais de pesca no porto da Madalena
(investimento total 4.000.000 euros)

Manter os projectos de tratamento e destino final dos resíduos sólidos urbanos da ilha do Pico (aprovado em 2002)
(investimento total – 3.400.000 euros)

Início da construção do novo Centro de Saúde da Madalena do Pico
(2.900.000 euros no total para centros de saúde de St. Cruz da Graciosa, Madalena e Ponta Delgada)

Encargos remanescentes referentes às obras de construção do sistema terminal, da sinalização luminosa da pista e da ampliação da placa de estacionamento de aeronaves do aeroporto do pico e aquisição de terrenos necessários à construção de diversas infra-estruturas
(1.200.000 euros)

Construção de novas instalações para a EB/S das Lajes do Pico. Aquisição de terrenos, projecto e lançamento da empreitada.
(investimento total 750.000 euros)

Reabilitação do pavilhão gimnodesportivo da EB 1,2,3/S de São Roque do Pico
(600.000 euros)

Finalização da pousada da juventude de São Roque do Pico
(investimento total 400.000 euros)

Início das obras de remodelação e ampliação de edifício para lar de idosos das Lajes do Pico (Santa Casa da Misericórdia)
(400.000 euros)

Reformulação dos conteúdos do Museu do Vinho
Ampliação do Museu dos Baleeiros;
(investimento total 360.000 euros)

APTO – Protecção da orla costeira das Lajes do Pico
(350.000 euros)

Regime de incentivos para a paisagem protegida da Vinha do Pico
(250.000 euros)

Continuação da construção de um anexo com garagem ao quartel de bombeiros de São Roque do Pico.
(225.000 euros)

Construção da Escola Básica da Ponta da ilha. Aquisição de terrenos, projecto e construção.
(investimento total 200.000 euros)

Continuação da construção de um anexo com garagem ao quartel de bombeiros das Lajes do Pico
(200.000 euros)

Reabilitação e pavimentação de diversos troços de estrada regional
(200.000 euros)

Concluir remodelação de edifício para o centro de acolhimento de jovens na Candelária (Obra Madre Maria Clara)
(50.000 euros)

Investimentos da Eda, SA nos Centros de Controlo e Telemedida, Linhas de distribuição, Pequena distribuição, Redes urbanas, Redes rurais
(149.000+437.000+367.000+364.000+320.000+200.000+138.000+265.000 euros)

Construção da biblioteca municipal de São Roque do Pico

Apoio financeiro a conceder aos agregados sinistrados pelo sismo de 1998

Apoio à reconstrução das igrejas e estruturas pastorais afectadas pelo sismo de 1998

Continuação da construção do laboratório regional de enologia

Conclusão da recuperação do centro apícola do DAS Pico

Protocolos de gestão dos portos com a Associação Armadores Pesca Artesanal Pico

Continuação das acções inerentes ao Plano de Gestão da Paisagem da Vinha da ilha do Pico. Finalização do centro de interpretação ambiental do lagido de Santa Luzia. Continuação dos investimentos inerentes ao regime de incentivos da paisagem de interesse regional da Vinha do Pico.

Elaboração do POBH das lagoas do Caiado, Capitão, Paul, Peixinho e Rosada

Programa de protecção das origens de água (Pico e S. Jorge).
Monitorização das Águas Interiores da ilha do Pico.

Melhoria dos sistemas informáticos da SRHE da delegação do Pico

Execução de voos aerofotogramétricos da ilha do Pico (cartografia)
Anónimo a 4 de Julho de 2008 às 00:24

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

23
24
25
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO