Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

10
Jan 06
Por que não?

Há medo de responder ou não há de facto respostas?

Já agora: quando é que O DEVER toma um novo rumo: jornal católico, independente, aberto a toda a colaboração?
Quando é que o pároco das Lajes toma o seu lugar na direcção do jornal e o anterior se reduz a um mero colaborador?

E por que é que o jornal ainda mantem como como responsável pela redacção uma vereadora eleita pelo PSD, e que exerce a funçaõ a tempo inteiro?

Não há mais ninguém nesta terra, com competência poara o desempenho desse cargo?

Ou só os PSD,s são católicos, apostólicos, romanos?

É a decadência !
Voltarei para uma análise mais detalhada ao Jornal fundado pelo Pe Xavier Madruga.
publicado por sim às 00:10

Já estamos fartos de aturar as diatribes de uns colonos que para cá vieram com o simples intuito de escravisar. Trama duma escravisação que lhes impuseram, por via do berço. Uns mentecaptos, que gerem e regem o Jornal mais antigo do Pico, vêem assim um meio de se auto proclamarem de salvadores da pátria. Concordo plenamente com o articulista. Já agora, o Largo do Cruzeiro que no Ano de 200 queriam mudar o nome para Edmundo Machado Ávila, ficou pela cabeça de uns energumenos que nos comandaram durante dez e mais anos, num curral cercado para meter a carneirada que aqui pasta impunemente e sem qualquer peia. É fartar valinagem. O cerrado é grande e a mangedoira é baixa. Saciem-se e caiam para o lado.escritor
(http://Quem fala assim não é gago!)
(mailto:meiodavila@iol.pt)
Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 22:52

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13

15
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO