Vila Primeira da Ilha do Pico. Vila baleeira dos Açores. Mar e Terra cruzam-se numa História de 500 anos.

01
Jan 09

2009 chega carregado de espectativas, de esperanças e de velhos anseios.

Os lajenses, nos últimos anos, viram concretizados projectos antigos: Muralha de Defesa, Porto de recreio náutico, Ampliação do Museu dos Baleeiros, a cargo do Governo Regional; O novo camo de futebol, a recuperação do Castelo e da Fábrica da Baleia, por iniciativa da Câmara.

A Câmara, no Plano e Orçamento para o presente ano, - fim-de-ciclo do executivo autárquico- fez cair o contestado projecto do Teatro Municipal, devido à sua localização, mas não respondeu ao destino da Casa Maricas Tomé, exemplo negativo de má conservação urbana que outros proprietários privados poderão, impunemente, seguir. Será que o Governo Regional desinteressou-se do imóvel que é propriedade da Câmara?

Se sim, por que não dar-lhe outro destino: Novo Paços do Concelho ou até uma Unidade hoteleira integrada no casario?

2009 lança-nos o interessante desafio e aos poderes públicos sobretudo, de encontrarmos no mar, no ambiente e em actividades afins, novas iniciativas empresariais de que tanto necessitamos.

Para tal, e à semelhança do que municípios pequenos do interior continental têm feito, há que fazer estudos económicos e proporcioná-los a jovens empreendedores que, com benefícios, se queiram fixar entre nós.

Esta é a saída para a crise e para o desenvolvimento a que temos direito.

A hora é de acção. Não percamos tempo porque o futuro é de todos!

publicado por sim às 22:58

«A hora é de acção. Não percamos tempo porque o futuro...» a Deus pertence e com autarcas destes não passaremos nunca da cepa torta e tenho muita pena, porque estou farto de querer o melhor para as Lajes e quem detém o poder continuar no mesmo marasmo e a chegar sempre atrasada aos seus deveres. Aqui deixo uma questão pertinente. Por favor os próximos autarcas que irão ser votados este ano que ora se inicia, que sejam mais honestos e empreendedores que estes, porque a honestidade não está só no tirar dinheiro dos cofres do município, mas, a honestidade aqui referida, reporta-se às promessas que se fazem ,que são para cumprir mesmo que se tenha que hipotecar o cargo. O compromisso assumido não o queremos ver somente no papel, mas traduzido nas obras, por isso desejo que os futuros autarcas sejam honrados, cumprindo e assumindo o que prometeram ao eleitorado que os elegerá. Sim! Porque estamos fartos de ver autarcas que só pensam no Abreu! Dá cá o meu....
Anónimo a 2 de Janeiro de 2009 às 02:09

Gostei do seu comentario.Só faltou acrescentar, que esta observação ou desejo ou afirmação tambem se aplica ao Governo Regional que prometeu muito e afinal, não passou do papel.
Ser sério e honesto é tambem não esquecer estas coisas.
anonimo a 3 de Janeiro de 2009 às 16:40

VIAJANDO PELOS BLOGS DO PICO, encontrei isto no "Lajes do Pico":
Terça-feira, 2 de Outubro de 2007
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

VIAJANDO PELOS BLOGS DO PICO, encontrei isto no "Lajes do Pico": <BR>Terça-feira, 2 de Outubro de 2007 <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Azores</A> Golf Island interessada em construir campo de golf no Mistério <BR>O próximo campo de golf a construir pela Azores Golf Island , será no Pico, no concelho das Lajes. O anúncio foi feito pelo administrador da SIRAM , na apresentação do projecto de um grande hotel para as imediações do Campo de Golf da Batalha, São Miguel. <BR><BR>Costa Martins acrescentou que a empresa pretende duplicar de 3 para 6 o número de campos existentes nos Açores. No primeiro semestre de 2008 arrancará o campo de golf do Faial. <BR><BR>"Para concretizar a estratégia do Azores Golf Islands não é suficiente ter bons campos, é preciso ter dimensão – e é por isso que necessitamos de mais campos"-disse Costa Martins. <BR><BR>Se bem que, como já aqui defendemos, preferíamos outra empresa do sector, ( e há várias em Portugal com dimensão internacional que poderiam gerar mais concorrência) a levar por diante o campo de golf do Pico o que importa é que ele se faça e, quanto antes. <BR><BR>ACRESCENTO EU: SEM COMENTÁRIOS... <BR>
Rui Pedro Ávila a 5 de Janeiro de 2009 às 16:12

Onde é que eu li isto:

"Previsão de início de funcionamento: Verão de 2009"

Ah, foi no site da Câmara (chefe) e refere-se ao Teatro Municipal.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2009 às 14:09

Tendo em conta que os vereadores do PS nunca votaram contra os orçamentos, este post eve ser dedicado ao Governo Regional e ai sim é que há muita promessa por cumprir.
Rita dos foros a 8 de Janeiro de 2009 às 15:39

Os vereadores do PS não tem voz activa nas reuniões pk kd elas acontecem já vai tudo decídido pelo chefe de gabinete k prepara a reunião com a sua esposa e mesmo os do PSD kd dizem alguma coisa quem vence é a palavra da presidente pode ser a maior barbaridade e depois se perguntarmos alguma coisa se nos sentirmos lesados a resposta é k a decisão foi do executivo e muitas vezes o vereador, vice-presidente, nem tem conhecimento dos acontecimentos fica a saber por fora mas vamos com fé de k tudo isto vá mudar daqui a uns meses aquando das eleições.
Anónimo a 12 de Janeiro de 2009 às 20:39

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO